Crônica: O que ela pode nos ensinar no percurso da crítica à práxis?

Marcelo Pessoa

Resumo


Nosso texto faz uma revisão do pensamento geral da crítica literária, buscando seus pontos de contato com o gênero literário crônica e o seu papel como texto de apoio na sala de aula.


Palavras-chave


Crônica; Crítica literária; Material didático.

Texto completo:

PDF

Referências


ARRIGUCCI Jr., Davi. Braga de Novo Por Aqui. In: ________. Enigma e comentário. São Paulo: Cia. das Letras, 2001a, p. 29-50.

________. Fragmentos sobre a Crônica. In: ________. Enigma e comentário. São Paulo: Cia. das Letras, 2001b, p. 51-66.

ASSIS, Machado de. Bons Dias! – crônicas de 1888 e 1889. São Paulo: Hucitec, 1990.

BAGNO, Marcos. A língua de Eulália. São Paulo: Contexto, 2012.

BOSI, Alfredo. História Concisa da Literatura Brasileira. Rio de Janeiro: Cultrix, 1994.

COUTINHO, Afrânio. Ensaio e Crônica. In: ________. A Literatura no Brasil. V. 6, 3. ed. Rio de Janeiro: José Olympio; Niterói: EDUFF, 1986.

GONÇALVES, Rita de Cássia Sanches. A Arte drummondiana na era de supremacia midiática (Dissertação de Mestrado). UEL – Universidade Estadual de Londrina, Londrina, 2004.

LAFETÁ, João Luiz. Modernismo: projeto estético e ideológico. In: ________. 1930: A Crítica e o Modernismo. São Paulo: Duas Cidades, 2000, p. 19-38.

LIMA, Luiz Costa. O New Criticism nos Estados Unidos. In: ________. Teoria da Literatura em suas Fontes. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002a, p. 551-583.

________. A análise sociológica da literatura. In: ________. Teoria da Literatura em suas Fontes. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002b, p. 661-687.

________. Estruturalismo e Crítica Literária. In: ________. Teoria da Literatura em suas Fontes. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002c, p. 777-815.

MELO, José Marques de. A Crônica. In: ________. Jornalismo Opinativo: gêneros opinativos no jornalismo brasileiro. 3ª ed. Campos do Jordão: Mantiqueira, 2003, p. 148-162.

SIMON, Luiz Carlos Santos. Além do Visível: Contos Brasileiros e Imagens na Era do Pós-Modernismo (Tese de Doutorado). UERJ, 1999.

________. Do Jornal ao Livro: a trajetória da Crônica entre a Polêmica e o Sucesso. Temas e Matizes, n. 05, julho de 2004, p. 55-61.

TADIE, Jean-Yves. O Farol de Alexandria. In: ________. A Crítica Literária no Século XX. Rio de Janeiro: Bertrand do Brasil, 1992a, p. 09-16.

________. Os Formalistas Russos. In: ________. A Crítica Literária no Século XX. Rio de Janeiro: Bertrand do Brasil, 1992b, p. 16-45.

________. Sociologia da Literatura. In: ________. A Crítica Literária no Século XX. Rio de Janeiro: Bertrand do Brasil, 1992c, p. 163-192.

SUSSEKIND, Flora. Rodapés, Tratados e Ensaios – a formação da crítica brasileira moderna. In: ________. Papéis Colados. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 1993, p. 13-33.

WISNIK, José Miguel. A Gaia Ciência – Literatura e Música Popular no Brasil. In: ________. Sem Receita. São Paulo: Publifolha, 2004, p. 215-259.

________. Veneno Remédio - O Futebol e o Brasil. São Paulo: Cia. Das Letras, 2008.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Estação Literária
Londrina/ PR
ISSN: 1983-1048
E-mail: estacaoliteraria@uel.br