OS SEMINARISTAS DE BERNARDO GUIMARÃES E RUBEM FONSECA: LEITURA COMPARATIVA À LUZ DOS ATEUS DAWKINS E EAGLETON / THE SEMINARIANS OF BERNARDO GUIMARÃES AND RUBEM FONSECA: COMPARATIVE READING ACCORDING TO THE THOUGHT OF THE ATHEISTS DAWKINS AND EAGLETON

Bruno Lima Oliveira

Resumo


À luz do pensamento de dois ateus com visões divergentes sobre Deus e a religião, este ensaio analisa como Bernardo Guimarães e Rubem Fonseca, autores de romances homônimos, <i>O seminarista</i>, escritos respectivamente nos séculos XIX e XXI, fundamentam suas obras. Ambos podem ser lidos como uma crítica aguda à religião, mas é interessante notar como seus personagens ambientam-se e subjetivizam-se de maneiras diferentes em momentos históricos que distam um do outro pouco mais de um século. Enquanto Eugênio, nos oitocentos, tem forte ligação com Deus e com a vida clerical, apesar de seus amores profanos, o segundo, José, na atualidade, matou Deus.

From the thought two atheists with divergent views about God and religion, this essay examines how Bernardo Guimarães and Rubem Fonseca, authors of homonyms novels, <i>O seminarista</i>, written in the nineteenth and twenty-first centuries, respectively, underlie their works. Both can be read as a sharp criticism of religion, but it is interesting to note how their characters live in different historical moments. While Eugênio, in the nineteenth century, has a strong connection with God and with the clerical life, despite his unholy loves, the second, José, in actuality, killed God.


Palavras-chave


Deus; religião; ateísmo; ficção. / God; religion; atheism; fiction.

Texto completo:

PDF

Referências


ADORNO, Theodor W. Teoria estética. Trad. Artur Morão. Lisboa: Edições 70, 2008.

DAWKINS, Richard. Deus, um delírio. Trad. Fernanda Ravagnani. São Paulo: Companhia das Letras, 2007.

EAGLETON, Terry. O debate sobre Deus. Trad. Regina Lyra. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2011.

FONSECA, Rubem. O seminarista. Rio de Janeiro: Agir, 2009.

GUIMARÃES, Bernardo. O seminarista. São Paulo: Ática, 1978.

STIERLE, Karlheinz. A ficção. Trad. Luiz Costa Lima. Rio de Janeiro: Caetés, 2006.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Estação Literária
Londrina/ PR
ISSN: 1983-1048
E-mail: estacaoliteraria@uel.br