A DIMENSÃO MÍTICA DE TUTAMÉIA (TERCEIRAS ESTÓRIAS), DE GUIMARÃES ROSA: O RETORNO AO SAGRADO NOS CONTOS “CURTAMÃO” E “PRESEPE” / THE MYTHICAL DIMENSION OF TUTAMÉIA (TERCEIRAS ESTÓRIAS), BY GUIMARÃES ROSA: THE RETURN TO THE SACRED IN THE SHORT STORIE

Eliane Batista

Resumo


Guimarães Rosa considera a literatura um ofício sagrado, cuja importância exige daqueles que se empenham nesta função muita seriedade e compromisso, assemelhando-se a um verdadeiro sacerdócio. <i>Tutaméia (Terceiras Estórias)</i>, último livro publicado em vida pelo autor, em 1967, está envolto por uma atmosfera mítica, pois, para muitos críticos, nesta obra, Rosa sintetiza todo o seu legado poético. Tendo em vista que o mito revela “uma história sagrada”, este artigo objetiva apresentar que <i>Tutaméia (Terceiras Estórias)</i>, como um todo, adentra as esferas do mítico, bem como há, de modo particular, nos contos “Curtamão” e “Presepe”, um retorno ao sagrado.

Guimarães Rosa considers literature a sacred function, whose importance requires from those who engage in this role seriousness and commitment, resembling a true priesthood. <i>Tutaméia (Terceiras Estórias)</i>, the last book published in life by the author, in 1967, is surrounded by a mythical atmosphere, because, for many critics, in this work, Rosa synthesizes his entire poetic legacy. Considering that the myth reveals a "sacred history", this article presents that <i>Tutaméia</i>, as a whole, enters the mythical spheres, and there is also, in the short-stories "Curtamão" and "Presepe", a return to the sacred.


Palavras-chave


<i>Tutaméia (Terceiras Estórias)</i>; mito; retorno; sagrado. / <i>Tutaméia (Terceiras Estórias)</i>; myth; return; sacred.

Texto completo:

PDF

Referências


ARISTÓTELES. Arte Retórica e Arte Poética. Trad. Antonio Pinto de Carvalho. São Paulo: Difusão Europeia do Livro, 1964.

BRANDÃO, Junito de Souza. Mitologia Grega. Volume I. 2 ed. Petrópolis: Vozes, 1986.

BURKERT, Walter. Mito e Mitologia. Trad. Maria Helena da Rocha Pereira. Lisboa: Edições 70, 2001.

CAMPBELL. Joseph. Mito e Transformação. São Paulo: Ágora, 2008.

CARVALHO, Aécio Flávio de. Guimarães Rosa e o Mito na Terceira Margem. In: MAGALHÂES, José Sueli de; RIBEIRO, Ivan Marques; CUNHA, Jakeline Fernandes. Literatura e Intersecções culturais. Uberlândia: EDUFU, 2008, pp. 28-34.

CARVALHO, Alfredo Leme Coelho de. Interpretação da Poética de Aristóteles. São José do Rio Preto: Rio Pretense, 1998.

CHEVALIER, Jean; GHEERBRANT, Alain. Dicionário de símbolos: mitos, sonhos, costumes, gestos, formas, figuras, cores, números. Trad. Vera Costa e Silva et al. 11 ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 2001.

COMMELIN, P. Mitologia Grega e Romana. Trad. Thomaz Lopes. Rio de Janeiro: Tecnoprint, s/d.

COSTA, Ana Luiza Martins. Veredas de Viator. In: Cadernos de Literatura Brasileira. Instituto Moreira Salles, 2006, pp. 10-58.

DANIEL, Mary Lou. João Guimarães Rosa: travessia literária. Rio de Janeiro: José Olympio, 1968.

D’ONOFRIO, Salvatore. Literatura Ocidental: autores e obras fundamentais. São Paulo: Ática, 1990.

ELIADE, Mircea. Aspectos do Mito. Trad. Manuela Torres. Lisboa: Edições 70, 1963.

________. O Sagrado e o Profano. Trad. Rogério Fernandes. Coleção Vida e Cultura. Lisboa: Livros do Brasil, s/d.

________. Mito do eterno retorno. Trad. José A. Ceschin. São Paulo: Mercuryo, 1992.

________. Mito e Realidade. Trad. Póla Civelli. 6 ed. São Paulo: Perspectiva, 2002.

FARIA, Ernesto. Dicionário Escolar Latino-Português. 7 ed. Brasília: FAE, 1994.

FRYE, Northrop. Fábulas de Identidade. São Paulo: Nova Alexandria, 2000.

GALVÃO, Walnice Nogueira. Rapsodo do sertão: da lexicogênese à mitopoese. In: Cadernos de Literatura Brasileira. Instituto Moreira Salles, 2006, pp. 144-186.

GUIMARÃES, Ruth. Dicionário da Mitologia Grega. São Paulo: Cultrix, 1972.

JOLLES, André. Formas Simples. São Paulo: Cultrix, 1976.

MARTINS, Nilce Sant’Anna. O léxico de Guimarães Rosa. São Paulo: Edusp, 2001.

NEVES, Guilherme Santos. A festa da cumieira. In: A Gazeta. Vitória, 28 de agosto de 1960. Disponível em: www.jangadabrasil.br/revista/maio78, acesso em 28 de março de 2014.

NOVIS, Vera. Tutaméia: engenho e arte. São Paulo: Perspectiva, 1989.

NUNES, Benedito. O dorso do tigre. 2 ed. São Paulo: Perspectiva, 1976.

________. O Tempo na Narrativa. 2 ed. São Paulo: Ática, 1995.

________. O autor quase de cor: rememorações filosóficas e literárias. In: Cadernos de Literatura Brasileira. Instituto Moreira Salles, 2006, pp. 236-243.

PEREIRA, Maria Helena da Rocha. Estudos de História da Cultura Clássica. Vol. I. Cultura Grega. 8 ed. Fundação Calouste Gulbenkian. Lisboa, 1997.

________. Romana. Antologia da Cultura Latina. Coimbra: Instituto de Estudos Clássicos, 2000.

PEYRONIE, André. Dédalo. In: BRUNEL, Pierre (org). Dicionário de mitos literários. Trad. Carlos Sussekind et al. 3 ed. Rio de janeiro: José Olympio, 2005, pp. 217-220.

RÓNAI, Paulo. Os prefácios de Tutaméia. In: ROSA, João Guimarães. Tutaméia (Terceiras Estórias). 8 ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001, pp. 14-20.

ROSA, João Guimarães. Tutaméia (Terceiras Estórias). 8 ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2001.

________. Guimarães Rosa por ele mesmo. In: Cadernos de Literatura Brasileira. Instituto Moreira Salles, 2006, pp. 77-93.

SANTOS, Adilson dos. Duplos em Tutaméia. Tese de Doutorado. Londrina: UEL, 2009.

SILVA, Dora Ferreira. Às margens de Rosa. In: Cadernos de Literatura Brasileira. Instituto Moreira Salles, 2006, pp. 59-60.

SILVEIRA, Regina da Costa da. O herói nos contos de Tutaméia. Tese de Doutorado. Porto Alegre: UFRGS, 1997.

SIMÕES, Irene Gilberto. Guimarães Rosa: As Paragens Mágicas. São Paulo: Perspectiva, s/d.

SPERBER, Suzi Frankl. Ficção e Razão. São Paulo: FAPESP: 2009.

TURCHI, Maria Zaira. Tutaméia: O Tecido do Enredo e do Desenredo. In: II Seminário Internacional Guimarães Rosa 2001. Veredas de Rosa II. DUARTE, Lélia Parreira et al (org). Belo Horizonte: PUC MINAS,

, pp. 512-517.

VERNANT, Jean Pierre. Mito e sociedade na Grécia Antiga. Trad. Myriam Campello. Rio de Janeiro: José Olympio, 1999.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Estação Literária
Londrina/ PR
ISSN: 1983-1048
E-mail: estacaoliteraria@uel.br