LÍRICA DE SAGRAÇÃO EM LIÇÃO DE ALICE, DE ASTRID CABRAL / THE LYRICISM OF CONSECRATION IN LIÇÃO DE ALICE BY ASTRID CABRAL

Pollyanna Furtado Lima

Resumo


<i>Lição de Alice</i> (1986), de Astrid Cabral, contém poemas de 1980 a 1983. Este estudo ressalta a expressividade poética da obra, com base em Octavio Paz, relacionando forma poética com experiência do sagrado. De acordo com esta proposta, recursos da linguagem literária representam a atualização do sagrado. Cabral ainda estabelece dialogo com <i>Aventuras de Alice no país das Maravilhas</i> (1865), de Lewis Carroll, cujos temas são retomados pela autora, mas assumindo características próprias. Foram selecionados poemas com imagens da boca (ora como meio de expressão, ora como instinto de sobrevivência) e das lágrimas, símbolos da busca ambivalente pela transcendência.

<i>Lição de Alice</i> (1986) by Astrid Cabral comprises poems from 1980 to 1983. This study pinpoints the work’s poetic expressivity based on Octavio Paz as it relates poetic form with the experience of the sacred. In line with such a proposal, literary language resources represent the reification of the sacred. Cabral establishes dialogue with <i>Alice’s Adventures in Wonderland</i> (1865) by Lewis Carroll, whose themes are taken up by the author, but assuming specific characteristics. Poems with images of the mouth have been selected (either as a channel of expression or as an instinct of survival) and of tears, symbols of the ambivalent search for transcendence.


Palavras-chave


literatura contemporânea; poesia brasileira; Astrid Cabral. / contemporary literature; Brazilian poetry; Astrid Cabral.

Texto completo:

PDF

Referências


ABBAGNANO, Nicola. Dicionário de Filosofia. 5 ed. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

CABRAL, Astrid. Lição de Alice. Rio de Janeiro: Philobiblion, 1986.

________. Astrid Cabral – Antologia Pessoal, 8. Brasília: Thesaurus, 2008.

CARROLL, Lewis. Aventuras de Alice no país das maravilhas e Através do Espelho [1865]. Trad. Maria Luiza X. A. Borges. Rio de Janeiro: Zahar, 2009.

CHEVALIER, Jean ; CHEERBRANT, Alain. Dicionário de símbolos. Rio de Janeiro: José Olympio, 1982.

FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Novo dicionário Aurélio de Língua Portuguesa. Versão 6.0. Conforme a nova ortografia. 4 ed. São Paulo, Editora Positivo, 2008. (Dicionário Eletrônico)

HENDERSON, L. Joseph. Os mitos antigos e o homem moderno. In: JUNG. Carl G. O homem e seus símbolos. Trad. Maria Lúcia Pinho. 2 ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2008 [1964].

MOISÉS, Massaud. Dicionário de termos literários. 12 ed. São Paulo: Cultrix, 2004.

PAZ, Octavio. O Arco e a Lira, de Otávio Paz. Trad. Olga Savary. 2 ed. Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 1982.

RODRIGUES, Claufe. Astrid Cabral. In: RODRIGUES, Claufe; MAIA, Alexandra. 100 Anos de Poesia. Volume II. Rio de Janeiro: Overso edições, 2011, pp. 192-193.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Estação Literária
Londrina/ PR
ISSN: 1983-1048
E-mail: estacaoliteraria@uel.br