A IDENTIDADE HOMOERÓTICA NA MODERNIDADE LÍQUIDA: OS MONSTROS MARINHOS DE CAIO FERNANDO ABREU / HOMOEROTIC IDENTITY IN LIQUID MODERNITY: CAIO FERNANDO ABREU’S MARINE MONSTERS

Alexander Meireles da Silva

Resumo


Este artigo objetiva promover uma leitura da abordagem da identidade homoerótica brasileira pelo escritor gaúcho Caio Fernando Abreu através do conceito do monstruoso. Para este fim, toma-se como corpus os contos “Mergulho I” (1977) e “Terça-feira gorda” (1982). Como a análise demonstra, Caio Fernando Abreu subverte o discurso marginal imposto aos homossexuais, e a sua própria escrita dentro do cânone, com a ajuda de símbolos relacionados a fluídos, tais como a água, o suor, o mar, e bebidas, criando, neste processo, personagens marcados pela fluidez de identidades dentro do <i>zeitgeist</i> da modernidade liquida.

This article aims to promote a reading of Caio Fernando Abreu’s approach to Brazilian homoerotic identity through the monstrosity concept. To achieve this goal, it is considered the corpus composed by the short stories “Mergulho I” (1977) and “Terça-feira gorda” (1982). As the analysis demonstrates, Caio Fernando Abreu subverts the marginal discourse imposed on homossexuals, and on his own writing within the canon, by means of symbols related to fluids, such as water, sweat, sea and beverages, creating, in this process, characters marked by the fluidity of identities within the <i>zeitgeist</i> of liquid modernity.


Palavras-chave


homoerotismo; modernidade; monstro; Caio Fernando Abreu. /

Texto completo:

PDF

Referências


ABREU, Caio Fernando. Mergulho I. In: ________. Pedras de Calcutá. São Paulo: Companhia das Letras, 1996, pp. 11-13.

________. Terça-feira gorda. In: ________. Morangos Mofados. Rio de Janeiro: Agir, 2005, pp. 32-35.

BAUMAN, Zygmunt. Modernidade Líquida. Trad. Plínio Dentzien. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2001.

________. Identidade. Trad. Carlos Alberto Medeiros. Rio de Janeiro: Zahar, 2005.

BELLEI, Sérgio Luiz Prado. Monstros, índios e canibais: ensaios de crítica literária e cultural. Florianópolis: Insular, 2000.

BESSA, Marcelo Secron. Histórias positivas: a literatura (des)construindo a Aids. Rio de Janeiro: Record, 1997.

________. Prefácio. In: ABREU, Caio Fernando. Melhores Contos. São Paulo: Global, 2006 (Coleção melhores contos), pp. 5-10.

BRANDÃO, Junito de Souza. Mitologia grega. Vol. 2. Rio de Janeiro: Petrópolis, 1987.

CAMARGO, Flávio Pereira. Revendo as margens: a (auto) representação de personagens homossexuais em contos de Caio Fernando Abreu. (Tese de Doutorado). Brasília: UnB, 2010.

CHEVALIER, Jean; GHEERBRANT, Alain. Dicionário de símbolos. 26 ed. Trad. Vera da Costa e Silva, et al. Rio de Janeiro: José Olympio, 2012.

COHEN, Jeffrey Jerome. A cultura dos monstros: sete teses. In: SILVA, Tomaz T. (org). Pedagogia dos Monstros: Os prazeres e os perigos da confusão de fronteiras. Trad. Tomaz Tadeu da Silva. Belo Horizonte: Autêntica, 2000, pp. 23-60.

DAMATTA, Roberto. Carnavais, malandros e heróis: para uma sociologia do dilema brasileiro. 6 ed. Rio de Janeiro: Rocco, 1997.

FOUCAULT, Michel. Em defesa da sociedade: Curso no Collège de France (1975-1976). Trad. Maria Ermantina Galvão. São Paulo: Martins Fontes, 2005.

________. História da sexualidade I: a vontade de saber. Trad. Maria Thereza da Costa Albuquerque e J. A Guilhon Albuquerque. Rio de Janeiro: Graal, 1988.

FRANCO JR., Arnaldo. Intolerância tropical: homossexualidade e violência em “Terça-Feira gorda”, de Caio Fernando Abreu. In: Expressão, n. 01. Santa Maria, 2000, pp. 91-96.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. Trad. Tomaz Tadeu da Silva. Rio de Janeiro: DP&A, 2006.

HUTCHEON, Linda. Poética do pós-modernismo: história, teoria, ficção. Trad. Ricardo Cruz. Rio de Janeiro: Imago, 1991.

JEHA, Julio. Monstros e monstruosidades na literatura. Belo Horizonte: UFMG, 2007.

KINSEY, Alfred C.; POMEROY, Wardell; MARTIN, Clyde E. Sexual Behavior in Human Male. Philadelphia: W. B. Saunders, 1948.

KRISTEVA, Julia. Powers of Horror: an essay on abjection. New York: Columbia University Press, 1982.

LEVÍTICO. In: BÍBLIA SAGRADA. 2 ed. Trad. João Ferreira de Almeida. Barueri, SP: Sociedade Bíblica do Brasil, 1993, pp. 70-94.

MARQUES FILHO, Adair; CAMARGO, Flávio Pereira. Identidade homossexual e homoerotismo em “Terça-feira gorda”, de Caio Fernando Abreu. In: Revista OPSIS, v.7, n. 8, 2007.

RICHARDS, Jeffrey. Sexo, desvio e danação: as minorias na Idade Média. Trad. Marco Antônio Esteves da Rocha e Renato Aguiar. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editora, 1993.

ROBERTS, Adam. Science Fiction. London: Routledge, 2000 (The New Critical Idiom).

SOUSA JUNIOR, José Luiz Foureaux de (org). Literatura e Homoerotismo: uma introdução. São Paulo: Scortecci Editora, 2002.

SPINDLER, William. Magic realism: a typology. Trad. Fábio Lucas Pierini. In: Forum for modern language studies. Oxford: Oxford University Press, 1993, v. 39, p. 75-85. Disponível em: http://pt.scribd.com/doc/65457778/SPINDLER-Realismomagico,

acesso 25 mai 2013.

STOREY, John. Postmodernism and Popular Culture. In: SIM, Stuart (ed). The Routledge Companion to Postmodernism. London: outledge, 1998, pp. 147-157.

ZAMORA, Lois Parkinson. Swords and Silver Rings: Magical Objects in the Work of Jorge Luis Borges and Gabriel García Márquez. In: HART. Stephen M., OUYANG, Wen-Chin (ed). A Companion to Magical Realism. New York: Tamesis, 2005, pp. 28-45.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Estação Literária
Londrina/ PR
ISSN: 1983-1048
E-mail: estacaoliteraria@uel.br