Edgar Allan Poe, Charles Baudelaire e a maldição da modernidade

Greicy Pinto Bellin

Resumo


O objetivo deste artigo é fazer uma análise comparativa entre “O homem das multidões”, de Edgar Allan Poe, e “Quadros parisienses”, de Charles Baudelaire, no que diz respeito ao surgimento da metrópole moderna e das novas configurações identitárias que irão permear o espaço urbano, entre elas a do <i>flanêur<i>. A análise será feita com base na ideia de um tensionamento de percepções relativas à cidade e ao sujeito moderno, procurando mostrar como Poe e Baudelaire refletiram sobre o advento da modernidade e qual a relação de tais reflexões com uma postura subversiva, característica dos escritores que recebem o epíteto de “malditos” ou “marginais”.


Palavras-chave


Modernidade; Maldição; Metrópole; Identidade.

Texto completo:

PDF

Referências


ABRAMO, Cláudio Weber. O corvo: gênese, referências e traduções do poema de Edgar Allan Poe. São Paulo: Hedra, 2011.

BAUDELAIRE, Charles. Ensaios sobre Edgar Allan Poe. São Paulo: Ícone, 2003.

________. Obra completa. Tradução: Ivan Junqueira. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 2006.

BENJAMIN, Walter. Passagens. Tradução: Willi Bolle. Belo Horizonte: UFMG, 2009.

BERMAN, Marshall. Tudo o que é sólido desmancha no ar: a aventura da modernidade. São Paulo: Companhia das Letras, 1982.

COMPAGNON, Antoine. Os antimodernos: de Joseph de Maistre a Roland Barthes. Tradução: Laura Taddei Brandini. Belo Horizonte: UFMG, 2011.

GAY, Peter. Modernismo: o fascínio da heresia. São Paulo: Companhia das Letras, 2008.

GUIDDENS, Anthony. As consequências da modernidade. Tradução: Raul Fiker. São Paulo: Editora da UNESP, 1991.

HOBSBAWM, Eric. A era das revoluções. Tradução: Maria Tereza Teixeira e Marcos Penchel. São Paulo: Paz e Terra, 2012.

JUNQUEIRA, Ivan. A arte de Baudelaire. In: BAUDELAIRE, Charles. Obra completa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 2006, p. 61-97.

MEIRELLES, Ricardo. Baudelaire no Brasil: traduções. In: Anais do XI Congresso Internacional Abralic. São Paulo: USP, 2008.

MENDES, Oscar. Contos filosóficos. In:POE, Edgar Allan. Obra completa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 2001, p. 381-382.

MENEZES, Marcos Antonio de. O poeta Baudelaire e suas máscaras: boêmio, dândi, flanêur. In: Revista fato & versões , v.1, n. 1, 2009, p. 64-81. Disponível em: http://200.233.146.122:81/revistadigital/index.php/fatoeversoes/article/viewPDFInterstitial/76/69>, acesso em 01 jul 2013.

POE, Edgar Allan. Obra completa . Tradução de Oscar Mendes. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 2001.

SPILLER, Robert. The cycle of American literature . New York: McMillan Company, 1963.

WILSON, Edmund. O castelo de Axel . Tradução de José Paulo Paes. São Paulo: Cultrix, 1967.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Estação Literária
Londrina/ PR
ISSN: 1983-1048
E-mail: estacaoliteraria@uel.br