Road Movie: a narrativa de viagem contemporânea

Márcio Markendorf

Resumo


Apesar de alguns autores decretarem o fim da viagem – na qualidade de um acontecimento centrado na experiência do viajante – pode-se dizer que o cinema, a partir dos road movies, restaurou a viagem em seu sentido original e com uma potência bastante poética. No gênero cinematográfico em questão, o deslocamento físico significa muito mais uma movimentação interior, uma descoberta de si mesmo, do que uma jornada ao longo do espaço. Esse tipo de reinvenção cinematográfica dos relatos de viagem, portanto, mesclando dramaticamente a paisagem exterior e a interior, será a matéria de análise deste artigo, que terá como foco o filme Na Natureza Selvagem (2007), de Sean Penn. 


Palavras-chave


Relatos de viagem; Aventura; Road Movie; Imaginário.

Texto completo:

Sem título

Referências


BAHIANA, Ana Maria. Como ver um filme. Rio de janeiro: Nova Fronteira, 2012.

BAKHTIN, Mikhail. Estética da criação verbal. Tradução: Maria Ermantina Galvão G. Pereira. São Paulo: Martins Fontes, 2000.

BAUDRILLARD, Jean. A transparência do Mal – ensaio sobre os fenômenos extremos. Tradução: Estela dos Santos Abreu. 10 ed. São Paulo: Papirus, 2008.

BENJAMIN, Walter. O narrador – considerações sobre a obra de Nikolai Leskov. In: ________. Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura. Tradução: Sérgio Paulo Rouanet. 7 ed. São Paulo: Brasiliense, 1994, p. 197- 221.

CHEVALIER, Jean; GHEERBRANT, Alain. Dicionário de símbolos – mitos, sonhos, costumes, gestos, formas, figuras, cores, números. Tradução: Vera da Costa e Silva et al. 16 ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 2001.

CORSO, Mário; CORSO, Diana Lichtenstein. A psicanálise na Terra do Nunca – ensaios sobre a fantasia. Porto Alegre: Penso, 2011.

GRAZIANI, Françoise. Descobertas. In: BRUNEL, Pierre (org.). Dicionário de mitos literários. Tradução: Carlos Sussekind et al. 3 ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 2000.

KRAKAUER, Jon. Na natureza selvagem – a dramática história de um jovem aventureiro. Tradução: Pedro Maia Soares. São Paulo: Companhia das Letras, 1998.

NA NATUREZA SELVAGEM. Direção: Sean Penn. Produção: Sean Penn, Art Linson e Bill Pohland. Intérpretes: Emile Hirsh, Marcia Gay Harden, William Hurt e outros. Roteiro: Sean Penn. Música: Michael Brook. Los Angeles: Paramount, 2007. 1 DVD (148 min), widescreen, color. Produzido por Paramount Vantage. Baseado no livro “Na natureza selvagem” de Jon Krakauer.

NOGUEIRA, Luiz. Manuais de cinema II - Gêneros cinematográficos. Covilhã, Portugal: LabCom Books, 2010.

STRECKER, Marcos. Na estrada – o cinema de Walter Salles. São Paulo: PubliFolha, 2010.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Estação Literária
Londrina/ PR
ISSN: 1983-1048
E-mail: estacaoliteraria@uel.br