A fome: retrato dos horrores das secas e migrações cearenses no final do século XIX

Luciana Brito

Resumo


A Fome, de Rodolfo Teófilo, é um arquivo sobre o homem e o ambiente cearense, especialmente sobre os anos terríveis de fome e de migrações que destruíram a imagem da prosperidade que vinha sendo constituída desde os anos de 1860, causando diversos problemas sociais e favorecendo a construção de novos parâmetros de organização da sociedade cearense. A contemplação dos horrores da seca criou, em Rodolfo Teófilo, conhecedor de sua região e, principalmente, das ciências naturais e biológicas, o escritor. A grande seca, de 1877 a 1879, impressionaria toda uma geração de escritores cearense, explicando mais tarde o aparecimento da literatura das secas.

 


Palavras-chave


Literatura das Secas; Fome; Migrações.

Texto completo:

PDF

Referências


AZEVEDO, Sânzio de. Aspectos da literatura cearense. Fortaleza: Academia Cearense de Letras/UFCE/PROED, 1982.

BARROSO, Gustavo. Memórias de Gustavo Barroso. 2 ed. Fortaleza: Governo do Estado do Ceará, 1989.

BRESCIANI, Maria Stella. Metrópoles: as faces do monstro urbano. Revista Brasileira de História, ANPUH/Marco Zero, 1985.

CARDOSO, Gleudson Passos. Padaria Espiritual: biscoito fino e travoso. Fortaleza: Museu do Ceará; Secretaria da Cultura e Desporto no Ceará, 2002.

CARVALHO, Iara Lis Stto. Sobre o tipo popular. Campinas: UNICAMP, 1994.

CASTELLO, José Aderaldo. A Literatura Brasileira: origens e unidade. São Paulo: Edusp, 1999.

CHAVES, José Oliveira Souza. Fortaleza e os retirantes da seca de 1877-1879: o real de uma imaginação dominante. Recife: Editora da UFP, 1995.

COLARES, Otacílio. Lembrados e Esquecidos IV: ensaios sobre literatura cearense. Fortaleza: Imprensa Universitária do Ceará, 1979.

COUTINHO, Afrânio. A literatura no Brasil. 3 ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 1986.

MOISÉS, Massaud. História da Literatura Brasileira: Realismo e Simbolismo. São Paulo: Cultrix, 2001.

MONTENEGRO, Abelardo. O romance cearense. Fortaleza: Tipografia Royal, 1953.

PEREIRA, Lúcia Miguel. Prosa de ficção: de 1870 a 1920. 3 ed. Rio de Janeiro: José Olympio, Brasília, INL, 1957, p. 130.

POMPEU FILHO, Tomás. Ensaio estatístico do Ceará. Fortaleza: Tipografia do jornal A República, 1893.

PONTE, Sebastião R. Fortaleza Belle Époque: reformas urbanas e controle social 1860 – 1930. 3 ed. Fortaleza: Edições Demócrito Rocha, 2001.

TEÓFILO, Rodolfo. A Fome. Fortaleza: Demócrito Rocha, 2002.

________. Varíola e vacinação no Ceará. Ed. fac-sim. Fortaleza: Fundação Waldemar Alcântara, 1997.

STUDART, Guilherme. Datas e fatos para a história do Ceará. Fortaleza: Tipografia Studart, 1896.

SÜSSEKIND, Flora. Tal Brasil, qual romance? Uma ideologia estética e sua historia: o naturalismo. Rio de Janeiro: Achiamé, 1984.

WILLIAMS, Raymond. O campo e a cidade. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Estação Literária
Londrina/ PR
ISSN: 1983-1048
E-mail: estacaoliteraria@uel.br