A metalinguagem em Manoel de Barros: uma tática da criação

Suzel Domini dos Santos

Resumo


Neste artigo, analisamos alguns poemas de Manoel de Barros focando a metalinguagem como procedimento pelo qual acontece a reflexão acerca do poético.

 


Palavras-chave


Manoel de Barros; Metalinguagem.

Texto completo:

PDF

Referências


BARROS, Manoel de. O guardador de águas. 6ªed. Rio de Janeiro: Record, 2009.

______. O livro das ignorãças. 3ªed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1993.

BÍBLIA SAGRADA. N.T. João 1. Trad. de J. F. Almeida. São Paulo: Sociedade Bíblica do Brasil, 1998, p. 134-136.

CHKLOVSKI, A. A arte como procedimento. In: EIKHENBAUNM, B. et al. Teoria da literatura: formalistas russos. Tradução de A. M. R. Filipouski et al. Porto Alegre: Globo, 1973, p. 39-56.

JAKOBSON, Roman. Lingu?ística e poética. In: ______. Lingu?ística e comunicação. Tradução de I. Blikstein e J. P. Paes. São Paulo: Cultrix, EDUSP, 1969.

PESSOA, Fernando. Poemas de Alberto Caeiro. Porto Alegre, RS: L&PM, 2008.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Estação Literária
Londrina/ PR
ISSN: 1983-1048
E-mail: estacaoliteraria@uel.br