Memória e testemunho em Graciliano Ramos e o Conceito de História, de Walter Benjamin

Ana Maria Abrahão dos Santos Oliveira

Resumo


Este trabalho intenta analisar a atuação do escritor Graciliano Ramos, que se insere no denominado “Romance de 30” da Literatura Brasileira do século XX, fazendo um recorte ao destacar a narrativa Memórias do cárcere (1953). Tenciona-se enfocar a obra do autor alagoano à luz da teoria do crítico, escritor e filósofo alemão Walter Benjamin, acerca do “Conceito de História”, mostrando como a obra de Graciliano Ramos pode ser vista como um exemplo de escrita cuja postura narrativa assumida é a de colocar-se ao lado dos oprimidos, numa época em que a arte tinha relação com o modo como deveria ser entendido o processo de modernização do país.

 


Palavras-chave


Memórias do cárcere; Graciliano Ramos; Walter Benjamin.

Texto completo:

PDF

Referências


ADORNO, Theodor. Posição do narrador no romance contemporâneo. In: Notas de Literatura I. Trad.: Jorge de Almeida. São Paulo: Duas Cidades/Editora 34, 2003.

BASTOS, Hermenegildo. Memórias do cárcere: Literatura e testemunho. Brasília: Editora da Universidade de Brasília, 1998.

BENJAMIN, Walter. Magia e técnica, arte e política. 5ª edição. Tradução: Sérgio Paulo Rouanet. São Paulo: Brasiliense, 1993.

CANDIDO, Antonio. Graciliano Ramos. In.: Graciliano Ramos. GARBUGLIO, J. Carlos et al. (org.) Participação especial: A. Candido, F. Oliveira, R. Mourão e S. Santiago. São Paulo: Editora Ática,1987.

GAGNEBIN, Jeanne-Marie. Prefácio. In: BENJAMIN, Walter. Magia e técnica, arte e política. 5ª edição. Tradução: Sérgio Paulo Rouanet. São Paulo: Brasiliense, 1993.

LEVI, Primo. É isto um homem? Tradução de Luigi Del Re. Rio de Janeiro: Rocco, 1988.

OLIVEIRA, Ana Maria Abrahão S. Modernização e modernismo: a visão trágica na ficção de Graciliano Ramos. 2007.136 f. Dissertação (Mestrado em Letras) – Instituto de Letras, Universidade Federal Fluminense, Niterói, 2007.

RAMOS, Graciliano. Memórias do cárcere. 37ªed., volumes 1(a). Rio de Janeiro: Record, 2001. 378 p.

______. Memórias do cárcere. 37ªed., volumes 1(b). Rio de Janeiro: Record, 2001. 319p.

SANTIAGO, Silviano. Graciliano Ramos. In.: GARBUGLIO, J. Carlos et al. (org.). Graciliano Ramos. Participação especial: A. Candido, F. Oliveira, R. Mourão e S. Santiago. São Paulo: Editora Ática,1987.

SELIGMANN-Silva, Márcio. A literatura do trauma. Revista Cult, São Paulo, n. 23, p. 40, jun. 1999.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Estação Literária
Londrina/ PR
ISSN: 1983-1048
E-mail: estacaoliteraria@uel.br