O nomadismo e a representação do estrangeiro em A república dos sonhos de Nélida Piñon

Roniê Rodrigues da Silva

Resumo


Considerando o pensamento de Hall (2003) sobre o fenômeno da diáspora e as reflexões de Deleuze e Guattari (1995) acerca das identidades rizomáticas, discutiremos neste artigo a representação do sujeito migrante que emerge como protagonista no romance A República dos Sonhos, da escritora Nélida Piñon. Publicada em 1984, a narrativa nelidiana gira em torno de um tema caro ao debate contemporâneo, traduzindo pelo viés ficcional o drama dos indivíduos refugados, os quais vivem o triste paradoxo de (não) pertencer a dois lugares, constituindo suas identificações num espaço de tensão entre a estrangeiridade e as máscaras do familiar.


Palavras-chave


Migrante; Identidade; Nomadismo; Representação.

Texto completo:

PDF

Referências


AUGÉ, Marc. Não-lugares: introdução a uma antropologia da supermodernidade. 5 ed. Tradução: Maria Lúcia Pereira. Campinas: Papirus, 2005.

BAUMAN, Zygmunt. Identidade: entrevista a Benedetto Vecchi. Tradução: Carlos Alberto Medeiros. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editora, 2005.

DELEUZE, Gilles; GUATTARI, Félix. Mil Platôs: capitalismo e esquizofrenia, vol. 1. Tradução: Aurélio Guerra Neto e Célia Pinto Costa. São Paulo: Ed. 34, 1995.

________. Mil Platôs: capitalismo e esquizofrenia, vol. 3. Tradução: Aurélio Guerra Neto, Ana Lúcia de Oliveira, Lúcia Cláudia Leão e Suely Rolnik. São Paulo: Ed. 34, 1996.

________. Mil Platôs: capitalismo e esquizofrenia, vol. 5. Tradução: Peter Pál Pelbart e Janice Caiafa. São Paulo: Ed. 34, 1997.

FREITAS, Rachel Menezes. A cidade literária dos judeus. In: JOACHIM, Sébastien (org). Migração e hospitalidade: anais/seminário internacional mitos e migração. Recife: editora da UFPE, 2003.

GLISSANT, Édouard. Introdução a uma poética da diversidade. Tradução: Enilce Albergaria Rocha. Juiz de Fora: Editora da UFJF, 2005.

HALL, Stuart. Da diáspora: identidades e mediações culturais. Tradução: Adelaide La Guardiã et al. Belo Horizonte: Editora da UFMG/Brasíla: Representação da UNESCO no Brasil, 2003.

________. A identidade cultural na pós-modernidade. Tradução: Tomaz Tadeu da Silva e Guaracira Lopes Louro. Rio de Janeiro: DP&A, 2006.

HUTCHEON, Linda. Poética do pós-modernismo: história, teoria, ficção. Tradução: Ricardo Cruz. Rio de Janeiro: Imago Editora, 1991.

KRISTEVA, Julia. Estrangeiros para nós mesmos. Tradução: Maria Carlota Carvalho Gomes. Rio de Janeiro: Rocco, 1994.

PIÑON, Nélida. Guia-mapa de Gabriel Arcanjo. Rio de Janeiro: Edições GRD, 1961.

________. A república dos sonhos. Rio de Janeiro: Record, 1997.

________. Fundador. Rio de Janeiro: Record, 1997a.

________. Tebas do meu coração. Rio de Janeiro: Record, 1997b.

________. A doce canção de Caetana. Rio de Janeiro: Record, 1997c.

________. Vozes do Deserto. Rio de Janeiro: Record, 2006.

________. Coração Andarilho. Rio de Janeiro: Record, 2009.

________. A memória e a invenção tem uma fonte comum. Revista Continente Multicultural. Recife, n. 58, out. 2005. Entrevista concedida a Luciano Trigo. Disponível em .


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Estação Literária
Londrina/ PR
ISSN: 1983-1048
E-mail: estacaoliteraria@uel.br