Visão religiosa de ordem e de justiça em Cidade de Deus, de Paulo Lins

Rafael Magno de Paula Costa

Resumo


O presente trabalho procura analisar o ponto de vista relativo aos conceitos de ordem e de justiça, vistos pelas personagens religiosas de Cidade de Deus. Para tanto, a análise das personagens da obra dialoga com teóricos que discorrem sobre as constituições da ordem e da justiça, tais como Thomas Hobbes, Montesquieu e Max Weber, intentando-se mostrar como as personagens atribuem a forças sobrenaturais eventos meramente humanos.

 


Palavras-chave


Literatura; Religião; Ordem; Justiça.

Texto completo:

PDF

Referências


BÍBLIA, Português. Bíblia: Mensagem de Deus. São Paulo: Loyola, 1989.

CANDIDO, Antonio. Literatura e sociedade: estudos de teoria e história literária. 6 ed. São

Paulo: Nacional, 1980.

CATECISMO. Catecismo da Igreja Católica. Trad. CNBB. São Paulo: Loyola, 2002.

HOBBES, Thomas. Leviatã. Trad. João Paulo Monteiro e Maria Beatriz Nizza da Silva.

Col. Os pensadores. São Paulo: Nova Cultural, 1997.

LINS, Paulo. Cidade de Deus. 2. ed. São Paulo: Companhia das Letras, 2002.

LYRA, Pedro. Literatura e ideologia: ensaios de sociologia da arte. Petrópolis: Vozes,

MONTESQUIEU. Do Espírito das Leis. Col. Os pensadores. v. 2. São Paulo: Nova

Cultural, 1997.

PLATÃO. A República. Trad. Pietro Nasseti. São Paulo: Martin Claret, 2004.

WEBER, Max. A Ética Protestante e o Espírito do Capitalismo. Trad. Pietro Nasseti. São

Paulo: Martin Claret, 2005.

______. Ciência e Política. Trad. Jean Melville. São Paulo: Martin Claret, 2006.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Estação Literária
Londrina/ PR
ISSN: 1983-1048
E-mail: estacaoliteraria@uel.br