A INOVAÇÃO LINGUÍSTICA NA POESIA DE AUGUSTO DOS ANJOS

Henrique Duarte Neto

Resumo


O propósito deste trabalho é analisar os aspectos presentes na linguagem poética de Augusto dos Anjos, 1884-1914, que podem ser considerados inovadores, ou seja, que fogem do padrão tradicional da poesia brasileira de seu tempo e apontam para o futuro. Nesse sentido, as aproximações com algumas das vanguardas artísticas internacionais, a saber, o Surrealismo e, especialmente, o Expressionismo, serão manifestadas ao longo do ensaio.

The purpose of this article is to analyze the aspects found in the poetic language of Augusto dos Anjos, 1884-1914, that can be considered as innovations, meaning the aspects that diverge from the traditional pattern of Brazilian poetry of his time, and point to the future. In this sense, the similarities with some of the international artistic avant-gardes, such as the Surrealism and mainly the Expressionism, are going to be expressed through this essay.


Palavras-chave


Augusto dos Anjos; Linguagem poética; Vanguardas artísticas; Augusto dos Anjos; Poetic language; Artistic avant-gardes.

Texto completo:

PDF

Referências


ANJOS, Augusto dos. Obra completa. (atual.) Alexei Bueno. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1996.

BANDEIRA, Manuel. Augusto dos Anjos. In: ANJOS, Augusto dos. Obra completa. (atual.) Alexei Bueno. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1996.

BRETON, André. Poemas (edição bilíngue). Trad. Ernesto Sampaio. Lisboa: Assírio & Alvim, 1994.

CARDINAL, Roger. O expressionismo. Trad. Cristina Barczinski. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1988.

CAVALCANTI, Cláudia (org. e trad.). Poesia expressionista alemã: uma antologia (edição bilíngue). São Paulo: Estação Liberdade, 2000.

CIORAN, E. M. De l’inconvénient d’être né. Paris: Gallimard (Collection Folio Essais), 2002.

DIAS, Maria Helena Martins. A estética expressionista. Cotia: Íbis, 1999.

DUARTE NETO, Henrique. A poesia dissonante de Augusto dos Anjos. Anuário de Literatura, n. 8. Florianópolis: Editora da UFSC, 2000-A.

______. As cosmovisões pessimistas de Schopenhauer e Augusto dos Anjos. (Dissertação de Mestrado). Florianópolis: Biblioteca da UFSC, 2000b.

FREYRE, Gilberto. Um encontro entre dois eus de brasileiros preocupados com a renovação da língua portuguesa no Brasil. Revista Trimestral Colóquio Letras, Lisboa, n. 121/122, jul./dez. de 1991.

GLIKSOHN, Jean-Michel. L’expressionnisme littéraire. Paris: Presses Universitaires de France (Collection Littératures Modernes), 1990.

GULLAR, Ferreira. Augusto dos Anjos ou vida e morte nordestina. In: ANJOS, Augusto dos. Toda poesia. 2. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1998.

KURY, Mário da Gama. Dicionário de mitologia grega e romana. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1990.

PAES, José Paulo. O surrealismo na literatura brasileira. In: ______. Gregos e baianos. São Paulo: Brasiliense, 1985.

PAZ, Octavio. O arco e a lira. Trad. Olga Savary. 2. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1984.

ROSENFELD, Anatol. A Costela de prata de A. dos Anjos. In: ANJOS, Augusto dos. Obra completa. (atual.) Alexei Bueno. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1996.

WISNIK, José Miguel. Iluminações profanas (poetas, profetas, drogados). In: NOVAES, Adauto (org.). O olhar. São Paulo: Companhia das Letras, 2002.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Estação Literária
Londrina/ PR
ISSN: 1983-1048
E-mail: estacaoliteraria@uel.br