VIAGENS MÍSTICO-LINGUÍSTICAS AO INFERNO: CONSIDERAÇÕES SOBRE A OBRA DE JORGE LUIS BORGES E EMMANUEL SWEDENBORG

Raul Azevedo de Andrade Ferreira

Resumo


 O presente artigo aborda duas espécies de viagens que, embora completamente distintas, encontram-se relacionadas no caso analisado. A primeira trata-se de uma viagem linguística operada através de uma tradução trabalhada como exercício estético por Jorge Luis Borges. A segunda espécie é a viagem aos planos espirituais realizada por Swedenborg, que possui caráter místico e constitui a motivadora da primeira. O estudo verifica como as conclusões obtidas pelo sueco a partir do que foi descoberto em suas peregrinações místicas foram capazes de provocar espaços simbólicos que funcionam como destinações migratórias para outros textos. 

 This article addresses two kinds of trips which, although quite distinct, are related in the analyzed case. The first is a linguistic trip created through a translation worked as an aesthetic exercise by Jorge Luis Borges. The second kind of trip has mystical trait and acts as the prompting of the first: the trip by Emmanuel Swedenborg on spiritual planes. The study verifies how the conclusions obtained by the Swedish mystic from what was discovered in his mystical wanderings were able to induce symbolic spaces that serve as migratory destinations for other texts. 


Palavras-chave


Swedenborg; Borges; estudos comparados. wedenborg; Borges; comparative studies.

Texto completo:

PDF

Referências


BARTHES, Roland. Escrever a leitura. In: O rumor da língua. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

BORGES, J. L. Un teólogo en la muerte. In: Historia universal de la infamia. Madrid: Alianza Editorial, 1974.

ELIOT, T. S. Tradition and individual talent. In: Points of view. London: Faber & Faber LTD, 1941.

FOUCAULT, Michel. A ordem do discurso: aula inaugural no Collège de France, pronunciada em 2 de dezembro de 1970. São Paulo: Loyola, 1996.

GALINSKI, Karl. Augustan culture: an interpretive introduction. Chichester: Princeton University Press, 1996.

ISER, W. The reading process: a phenomenological approach. In: TOMPKINS, Jane P. (ed). Reader-response criticism. Baltimore and London: The John Hopkins University Press, 1981.

PAZ, Octavio. Tradução: literatura e literalidade (edição bilíngue). Belo Horizonte: FALE/UFMG, 2009.

SWEDENBORG, E. Heaven and its Wonders and Hell: from things heard and seen. New York: American Swedenborg Printing and Publishing Society, 1900.

______. True Christian Religion: containing the universal theology of the New Heaven and the New Church. Philaldephia: J. B. Lippincott & Company, 1879.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Estação Literária
Londrina/ PR
ISSN: 1983-1048
E-mail: estacaoliteraria@uel.br