DISPERSÃO E EXÍLIO NA ÉPICA BRASILEIRA CONTEMPORÂNEA

Gustavo Scudeller

Resumo


Dispersão e exílio são temas fundadores da epopeia antiga. Como tal, permanecem ligados a dispositivos centrais da composição dessas obras. Este trabalho aborda a atualização deste modelo em dois poemas brasileiros relativamente recentes: galáxias (1984), de Haroldo de Campos, e Invenção do Mar (1997), de Gerardo Mello Mourão. Nosso propósito é destacar que, embora os poemas apresentem estes temas como base de uma experiência de alteridade ligada à catástrofe, alguns ideais poéticos tradicionais como os de objetividade e acabamento artístico da obra, ao menos nos trechos em questão, permanecem inalterados. 

Dispersion and exile are founding themes of ancient epic. As such, they remain linked to central devices of these compositions. This paper discusses the update of this model in two relatively recent Brazilian poems: galáxias, by Haroldo de Campos (1984) and Invenção do Mar, by Gerardo Mello Mourão (1997). Our purpose is to highlight that, though the poems address those themes as a basis to an experience of alterity, linked to a catastrophic event, some traditional devices, as the ideal of objectivity and of completeness of the work of art, remain unchanged, at least in the passages in question. 


Palavras-chave


dispersão; exílio; catástrofe; soberania. dispersion; exile; catastrophe; sovereignty.

Texto completo:

PDF

Referências


CAMPOS, H. galáxias. 2 ed. revista; organização de Trajano Vieira. São Paulo: Ed. 34, 2004.

DERRIDA, J. Psyché: inventions de l’autre. Paris : Galilé, 1987.

HEGEL, F. W. Cursos de Estética. 2 ed. Tradução: Marco Aurélio Werle e Oliver Tolle, revisão técnica: Márcio Seligmann-Silva; consultoria: Victor Knoll. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 2004. Volume IV.

JOLLES, A. Formes Simples. Traduit de l’allemand par Antoine Marie Buguet. Paris: Seuil, 1972.

LUKÁCS, G. A teoria do romance. Tradução: José Marcos Mariani de Macedo. São Paulo: Duas Cidades; Ed. 34, 2000.

MOURÃO, G. M. Invenção do Mar. Rio de Janeiro: Record, 1997.

SAID, Edward. Reflexões sobre o exílio. In: ______. Reflexões sobre o exílio e outros ensaios. São Paulo: Companhia das Letras, 2003, p. 46-60.

TOB – La traduction oecuménique de la Bible. 10 ed. Paris: Édition du Cerf; Villiers-LeBel: Société Biblique Française, 2004.

VERNANT, P. La formation de la pensée positive dans la Grèce archaïque. In : ______. Mythe et pensée chez les Grecs: Études de psychologie historique: nouvelle édition revue et augmentée. Paris : La Découverte, 1988.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Estação Literária
Londrina/ PR
ISSN: 1983-1048
E-mail: estacaoliteraria@uel.br