Manoel de Barros: a poética dos ex-cêntricos

Kyldes Batista Vicente

Resumo


Este texto propõe uma análise da poética de Manoel de Barros a partir das reflexões apontadas por Linda Hutcheon em sua Poética do Pós-Modernismo. Com isso, o objetivo é demonstrar como o escritor de Mato Grosso compõe a matéria de sua poesia a partir do que Hutcheon chamará de ex-cêntricos, o que está fora do centro da sociedade.

 


Palavras-chave


Pós-modernismo; Ex-Cêntrico; Poética.

Texto completo:

PDF

Referências


BARBOSA, João Alexandre. As ilusões da modernidade. São Paulo: Perspectiva, 1996.

BARROS, Manoel de. Gramática Expositiva do Chão: poesia quase toda. 3. ed. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1996.

______. O livro das ignorãças. 4. ed. Rio de Janeiro: Record, 1997.

______. Livro sobre nada. 5. ed. Rio de Janeiro: Record, 1997.

BRADBURY, Malcolm; MCFARLANE, James (orgs.). Guia Geral do Modernismo: 1890-1930. Trad. Denise Bottman. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

CAMARGO, Goiandira de Fátima Ortiz de. A poética alquímica de Manoel de Barros. 1988. Dissertação (Mestrado em Letras e Linguística). UFG, Goiânia, 1988.

CANDIDO, Antonio. Literatura e Sociedade. 5. ed. São Paulo: Nacional, 1976.

FRIEDRICH, Hugo. Estrutura da lírica moderna: da metade do século XIX a meados do século XX. Trad. Marise Curioni. São Paulo: Duas Cidades, 1978.

HUTCHEON, Linda. A poética do pós-modernismo: história, teoria, ficção. Trad. Ricardo Cruz. Rio de Janeiro: Imago, 1991.

LAJOLO, Marisa. Literatura: leitores & leitura. São Paulo: Moderna, 2001.

KOSIK, Karel. Dialética do concreto. Trad. Célia Neves e Alderico Toríbio. 3. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1976.

SANTOS, Paulo Sérgio Nolasco dos. Fronteiras do local: Roteiro para uma leitura crítica do regional sul-mato-grossense. Campo Grande: Editora UFMS, 2008.

______. O outdoor invisível: crítica reunida. Campo Grande: UFMS, 2006.

SARTRE, Jean Paul. O que é literatura?. Trad. Carlos Felipe Moisés. 2.ed. São Paulo: Ática, 1993.

STEINER, George. Linguagem e silêncio: ensaios sobre a crise da linguagem. Trad. Gilda Stuart e Felipe Rajabally. São Paulo: Companhia das Letras, 1988.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Estação Literária
Londrina/ PR
ISSN: 1983-1048
E-mail: estacaoliteraria@uel.br