A Violência e o sadismo em O monstro, de Sérgio Sant’anna

Anderson Possani Gongora

Resumo


Sérgio Sant’Anna, em O Monstro, apresenta uma entrevista ficcional sufocante na qual predomina a sedução e o sadismo. Flagrante, a revista ficcional, é a que caracteriza as exigências do mundo jornalístico, pois somente as notícias, em suas cruezas objetivas de informações, já não mais cativam o público leitor. Desta forma, este artigo objetiva explorar a temática da violência atrelada ao contexto midiático, onde realidade e ficção contribuem para a compreensão da complexidade humana diante dos inúmeros crimes.

 


Palavras-chave


Violência; Mídia; Sadismo; Sérgio Sant’Anna.

Texto completo:

PDF

Referências


BARBIERI, Therezinha. Ficção impura: prosa brasileira dos anos 70, 80,90. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2003.

LINS, Ronaldo Lima. Violência e Literatura. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1990.

SANT’ANNA, Sérgio. A senhorita Simpson. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

SANT’ANNA, Sérgio. O monstro: três histórias de amor. São Paulo: Companhia das Letras, 1994.

SODRÉ, Muniz. Sociedade, Mídia e Violência. 2. ed. Porto Alegre: Sulina: Edipucrs, 2006.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Estação Literária
Londrina/ PR
ISSN: 1983-1048
E-mail: estacaoliteraria@uel.br