Reconstruir-se em texto: praticas de arquivamento e resistência no Diário de Bitita, de Carolina Maria de Jesus

Daniel da Silva Moreira

Resumo


O livro de memórias Diário de Bitita, de Carolina Maria de Jesus, nas poucas leituras de que tem sido alvo desde sua publicação no Brasil, em 1986, é tido como um texto atípico e raramente levado em consideração ao se pensar no conjunto de sua obra autobiográfica. O objetivo deste trabalho é propor uma leitura do Diário que questione sua integração ao corpo da obra de Carolina. Pretendemos mostrar que aquilo que muitos vêem apenas como mais um de seus livros, na verdade se constitui como seu exercício mais bem acabado de arquivamento, uma obra cuja escrita evidencia a intenção da autora de dar à sua obra a feição de um projeto memorialístico bem articulado, que possa redefinir sua imagem perante a sociedade.

 


Palavras-chave


Carolina Maria de Jesus; Arquivamento; Memória.

Texto completo:

PDF

Referências


ARTIÈRES, Philippe. Arquivar a própria vida. Estudos Históricos, Rio de Janeiro, v. 11, n. 21, 1998.

DANTAS, Audálio. Casa de Alvenaria, história de uma ascensão social. In: JESUS, Carolina Maria de. Casa de Alvenaria: diário de uma ex-favelada. São Paulo: Livraria Francisco Alves, 1961, p. 5-10.

JESUS, Carolina Maria de. Antologia Pessoal. Organização de José Carlos Sebe Bom Meihy; [revisão de] Armando Freitas Filho. Rio de Janeiro, Editora UFRJ, 1996a.

______. Casa de Alvenaria: diário de uma ex-favelada. São Paulo: Livraria Francisco Alves, 1961.

______. Diário de Bitita. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1986.

______. Meu Estranho Diário. São Paulo: Xamã, 1996b.

______. Quarto de Despejo: diário de uma favelada. 3 ed. São

Paulo: Ática, 1994.

LEVINE, Robert M. Introduction. In: JESUS, Carolina Maria de. Bitita's Diary: The Childhood Memoirs of Carolina Maria de Jesus. New York: M.E. Sharpe, 1998.

LEVINE, Robert M.; MEIHY, José Carlos Sebe Bom. Cinderela Negra: a saga de Carolina Maria de Jesus. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 1994.

LIMA, Vera Eunice de Jesus. Esta história é meio minha e meio de minha mãe... In: LEVINE, Robert M.; MEIHY, José Carlos Sebe Bom. Cinderela Negra: a saga de Carolina Maria de Jesus. Rio de Janeiro: Editora UFRJ, 1994, p. 64-87.

MACHADO, Marília. Novais da Mata. Os escritos de Carolina Maria de Jesus: determinações e imaginário. Psicologia e Sociedade, v. 18, p. 105-110, 2006. Disponível em: . Acesso em: 10 nov. 2008.

MARQUES, Reinaldo. O Arquivamento do Escritor. In: SOUZA, Eneida Maria de; MIRANDA, Wander Mello (org.). Arquivos literários. São Paulo: Ateliê Editorial, 2003, p. 141-156.

MEIHY, José Carlos Sebe Bom. Carolina Maria de Jesus: emblema do silêncio. Revista USP, São Paulo, n. 37, 1998.

______. Os fios dos desafios: o retrato de Carolina Maria de Jesus no tempo presente. In: SILVA, Vagner Gonçalves da. (Org.) Artes do corpo. São Paulo: Selo Negro, 2004, p. 15-53.

VOGT, Carlos. Trabalho, pobreza e trabalho intelectual. In: SCHWARZ, Roberto (org.). Os Pobres na Literatura Brasileira. São Paulo: Brasiliense, 1983.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Estação Literária
Londrina/ PR
ISSN: 1983-1048
E-mail: estacaoliteraria@uel.br