Os sonetos a quatro mãos de Camões e Vinicius de Moraes

Marcos Hidemi de Lima, Márcia de Fátima Martinez

Resumo


Valendo-se da literatura comparada, esse artigo analisa os sonetos “Alma minha gentil, que te partiste”, de Luís Vaz de Camões, e “Soneto de Carnaval”, de Vinicius de Moraes, mostrando que a poesia desses dois autores concede grande importância à mulher, e o resultado disso é que nem mesmo a morte parece torná-la uma figura distante e intocável, mas sim aquela que produz fortes apelos carnais.

 


Palavras-chave


Soneto; Literatura comparada; Camões; Vinicius de Moraes.

Texto completo:

PDF

Referências


ALDRIDGE, Alfred Owen. Propósito e perspectiva comparada. Rio de Janeiro, Rocco,1980.

MORAES, Vinicius. Poesia completa e prosa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1976.

______. Livro de sonetos. São Paulo: Companhia das letras, 1991.

NITRINI, Sandra. Literatura comparada: história, teoria e crítica. 2 ed. São Paulo: Edusp, 2000.

SARAIVA, Maria de Lurdes. Lírica completa: Luís de Camões. Vila de Maia: Imprensa Nacional-Casa da Moeda, 1980.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Estação Literária
Londrina/ PR
ISSN: 1983-1048
E-mail: estacaoliteraria@uel.br