Um andarilho na contra-mão: constatação da realidade e da ironia em Álvares de Azevedo

Alexandre de Melo Andrade

Resumo


Álvares de Azevedo teve importância extrema no Romantismo brasileiro, pois melhor que produzir poemas ultra-românticos, nos quais prevalece a temática do amor e do sonho, revestiu sua obra de um prosaísmo que acentua a perda da ingenuidade e a constatação de um mundo em desordem, que privilegia os aspectos materiais da existência. O trabalho visa à abordagem dessa lira humorística, por meio da análise do poema “Vagabundo”, da segunda parte da Lira dos Vinte Anos, buscando os elementos que melhor nos sirvam para a demonstração do descontentamento do sujeito-lírico mediante a realidade desprezível em que os homens estão inseridos.

 


Palavras-chave


Humor; Prosaísmo; Realismo; Desordem.

Texto completo:

PDF

Referências


ÁLVARES DE AZEVEDO, Manuel Antônio. Lira dos Vintes Anos. In: BUENO, Alexei (Org.). Obra Completa. Rio de Janeiro: Nova Aguillar, 2000. p. 119-189.

_______. Macário. In: BUENO, Alexei (Org.). Obra Completa. Rio de Janeiro: Nova Aguillar, 2000. p. 505-562.

_______. O Poema do Frade. In: BUENO, Alexei (Org.). Obra Completa. Rio de Janeiro: Nova Aguillar, 2000. p. 373-371.

ALVES, Cilaine. O Belo e o Disforme: Álvares de Azevedo e a Ironia Romântica. São Paulo: EDUSP/FAPESP, 1998.

BANDEIRA, Manuel. Poesia Completa e Prosa. Rio de Janeiro: José Aguillar Editora, 1974.

BARBOSA, Onédia. C. C. Byron no Brasil: traduções. São Paulo: Ática, 1974.

CAMILO, Vagner. Risos entre pares, poesia e humor românticos. São Paulo: EDUSP/FAPESP, 1997.

CANDIDO, Antonio. Álvares de Azevedo ou Ariel e Caliban. In: ________. Formação da Literatura Brasileira (Momentos Decisivos). São Paulo: Itatiaia/Edusp, 1975, vol. 2.

HAUSER, Arnold. História social da arte e da literatura. São Paulo: Martins Fontes, 1995.

HUGO, Victor. Do Grotesco e do Sublime (Prefácio de Cromwell). Trad. Célia Berretini. São Paulo: Perspectiva, 1988.

PAZ, Octavio. Os Filhos do Barro. Trad. Olga Savary. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1984.

SANTOS, Wellington de Almeida. Álvares de Azevedo e a Ironia Romântica. In: BUENO, Alexei (Org.). Obra Completa. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2000. p. 100-109.

SCHILLER, Friedrich. Poesia ingênua e sentimental. Trad. Márcio Suzuki. São Paulo: Iluminuras, 1991.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Estação Literária
Londrina/ PR
ISSN: 1983-1048
E-mail: estacaoliteraria@uel.br