O ensino de língua portuguesa nos cursos de formação de docentes em nível médio: a visão do professor formador

Neluana Leuz de Oliveira Ferragini

Resumo


O presente artigo investiga o processo de formação de professores das séries iniciais no que diz respeito ao ensino da língua materna, ao verificar os fatores que permeiam a prática docente dos profissionais formadores que abordam disciplinas ligadas à Língua Portuguesa, no intuito de compreender como o ensino da língua caminha no processo de formação de professores no Magistério/Curso Normal. O estudo aborda, em especial, as concepções de linguagem que subjazem no referido curso, no que diz respeito ao discurso curricular e docente de uma instituição central de uma cidade do Norte do Paraná. A análise indicou que não obstante novas teorias linguísticas engendrem os documentos oficiais, o estudo da língua a partir de concepções que contemplem uma visão mais interativa e social  está longe do discurso formador, devido ao desconhecimento de concepções diferentes e, também, porque o ensino concentra-se na reprodução das experiências educacionais vivenciadas, ou seja, na representação de antigas fórmulas.

Palavras-chave


Formação do Professor

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1519-5392.2011v11n2p



Revista Entretextos

Pós-Graduação em Estudos da Linguagem

Universidade Estadual de Londrina

Londrina - PR

ISSN: 1519-5392

 

Email:

entretextos@uel.br


 

 Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional