A necessidade do professor reflexivo para o uso crítico dos materiais de apoio ao ensino e à aprendizagem de língua estrangeira

Raquel Silvano Almeida, Telma Nunes Gimenez

Resumo


O objetivo deste artigo é tecer uma breve análise e discussão acerca dos modelos instrumental e reflexivo de formação do professor de Língua Estrangeira (LE), bem como suas implicações pedagógicas na utilização dos materiais de apoio ao ensino e à aprendizagem de LE. Com base em Giroux (1997), Kincheloe (1997), Schön (1988), Perrenoud (2002), Zeichner (2003) e Moita Lopes (2005), reanalisamos os depoimentos de oito professores de línguas estrangeiras  de duas instituições de ensino superior, que participaram de pesquisa em 2006,  com o objetivo de verificar suas concepções teórico-metodológicas acerca do uso dos materiais de apoio ao ensino e à aprendizagem de línguas.  Esses depoimentos evidenciaram que, embora atuando em contexto de organização instrumental do trabalho, os professores teceram críticas a respeito do uso não autônomo dos materiais de ensino, demonstrando a importância de se fortalecer os processos reflexivos de profissionais do ensino de línguas estrangeiras. 


Palavras-chave


Formação do professor de LE. Professor reflexivo. Materiais de ensino.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1519-5392.2010v10n1p



Revista Entretextos

Pós-Graduação em Estudos da Linguagem

Universidade Estadual de Londrina

Londrina - PR

ISSN: 1519-5392

 

Email:

entretextos@uel.br


 

 Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional