Marcas dialógico-discursivas da linguagem e a constituição de sujeitos

Wilder Kleber Fernandes de Santana

Resumo


Intrínseca à concepção bakhtiniana de linguagem enquanto atividade essencialmente social e heterogênea, está a compreensão de sujeito, o qual é constituído pela alteridade. Numa perspectiva dialógico-enunciativa da linguagem, este estudo pretende analisar a concepção de sujeito construída a partir dos pressupostos de Bakhtin (1993 [1920-24] 2006 [1979]) e o Círculo (2016 [1928]; 2017 [1929]). O presente trabalho, portanto, é de cunho bibliográfico, fundamentado nos dizeres dos pensadores soviéticos do círculo de Bakhtin, para reenunciar a linguagem e o sujeito alteritário, que ocupa múltiplos espaços sociais na existência e se constitui a partir do(s) outro(s).  


Palavras-chave


Sujeito. Compreensão dialógico-enunciativa. Alteridade.

Texto completo:

PDF

Referências


BAKHTIN, Mikhail M. Estética da criação verbal. Tradução de Paulo Bezerra. 5. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2006a. Tradução da versão russa. [1979].

BAKHTIN, Mikhail M. Metodologia das ciências humanas. In: BAKHTIN, Mikhail M. Estética da criação verbal. Tradução de Paulo Bezerra. 5. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2006b. p. 393-410. Tradução da versão russa. [1979].

BAKHTIN, Mikhail. Para uma filosofia do ato. Tradução inédita de Carlos Alberto Faraco e Cristóvão Tezza. Tradução sem revisão, destinada ao uso didático, da edição americana: Touard a Philosophy of the Act. Austin: University of Texas

Press, 1993. [1920-1924].

BRAIT, Beth; PISTORI, Maria Helena Cruz. A produtividade do conceito de gênero em Bakhtin e o Círculo. Alfa, São Paulo, v. 56, n. 2, p. 371-401, 2012.

BRANDÃO, Gorette. Seis anos de cadeia para quem maltratar e matar animais. Senado Notícias, Brasília DF, 25 maio 2012. Notícias. Disponível em:

https://www12.senado.leg.br/noticias/materias/2012/05/25/seis-anos-de- cadeia-para-quem-maltratar-e-matar-animais. Acesso em: 2 maio 2020.

BUBER, Martin. Eu e tu. Tradução de Newton Aquiles Von Zuben. 10. ed. São Paulo: Centauro, 2001. Tradução da versão alemã.

FARACO, Carlos Alberto. Aspectos do pensamento estético de Bakhtin e seus pares. Letras de Hoje, Porto Alegre, v. 46, n. 1, p. 21-26, jan. /mar. 2011.

FARACO, Carlos Alberto. Linguagem e diálogo: as ideias linguísticas do Círculo de Bakhtin. Curitiba: Criar Edições, 2003.

FRANCELINO, Pedro Farias. A autoria no gênero discursivo aula: uma abordagem enunciativa. 2007. Tese (Doutorado em Letras) - Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2007.

FRANCIONE, Gary L. Introdução aos direitos animais. Tradução de Regina Rheda. Campinas: Editora Unicamp, 2013. [1954].

HEGEL, Georg Wilhelm Friedrich. Fenomenologia do espírito: parte I. Tradução de Paulo Meneses com colaboração de Karl-Heinz Efken. Petrópolis: Editora Vozes, 1992.

HOFFNAGEL, Judith Chambliss. Entrevista: uma conversa controlada. In: DIONÍSIO, Ângela Paiva; MACHADO, Anna Rachel; BEZERRA, Maria Auxiliadora (org.). Gêneros textuais e ensino. Rio de Janeiro: Lucerna, 2003. p. 180-193.

LENCASTRE, Maria Luísa. Entrevista às fundadoras do Projecto Ajuda Animal. [Entrevista cedida a] Renata Silva. Mundo dos Animais, Porto, PT, 21 dez. 2011.

Entrevistas. Disponível em:

https://www.mundodosanimais.pt/entrevistas/projecto-ajuda- animal/. Acesso em: 28 jun. 2018.

MACIEL, Maria Esther (org.). Pensar/escrever o animal: ensaios de zoopoética e biopolítica. Florianópolis: Editora da UFSC, 2011.

MACIEL, Suely. Comunicação radiofônica e interatividade à luz do dialogismo e da interação verbal. In: SIMIS, Anita; BRUNELLI, Anna Flora; REBECHI JUNIOR, Arlindo; NAPOLITANO, Carlo José; GONZALES, Lucilene dos Santos; GOBBI, Maria Cristina; MACIEL, Suely. (org.). Comunicação, cultura e linguagem [online]. São Paulo: Editora UNESP: Cultura Acadêmica, 2014. p. 79-105.

(Desafios contemporâneos collection).

MEDVIÉDEV, Pável Nikoláievitch. O método formal nos estudos literários:introdução a uma poética sociológica. Tradução de Sheila Camargo Grillo e Ekaterina Vólkova Américo. São Paulo: Contexto, 2016. [1928].

SANTANA, Wilder Kleber Fernandes de. Relações linguísticas e axio(dia)lógicas: sobre linguagem e enunciação. João Pessoa: Ideia, 2019.

SANTANA, Wilder Kleber Fernandes de; LIMA, Pablo Vinícius de Brito. Bakhtin e o Círculo: entornos dialógico-discursivos sobre o ato e a alteridade. Revista Versalete, Curitiba, PR, v. 6, n. 11, p. 8-25, jul. /dez. 2018.

SINGER, Peter. Libertação animal. Tradução de Marly Winckler. Porto Alegre, São Paulo: Lugano, 2008. [1975].

SOBRAL, Adail. Do dialogismo ao gênero: as bases do pensamento do Círculo de Bakhtin. Campinas: Mercado de Letras, 2009.

VAZ, Henrique Cláudio de Lima. Apresentação. In: HEGEL, Georg Wilhelm Friedrich. Fenomenologia do espírito: parte I. Tradução de Paulo Meneses com colaboração de Karl-Heinz Efken. Petrópolis: Editora Vozes, 1992. p. 18.

VOLÓCHINOV, Valentín Nikoláievitch. Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. Tradução de Sheila Grillo e Ekaterina Vólkova Américo. São Paulo: Editora 34, 2017. Círculo de Bakhtin. [1929].




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1519-5392.2020v20n1p63

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Revista Entretextos

Programa de Pós-Graduação em Estudos da Linguagem

Universidade Estadual de Londrina

Londrina - PR

ISSN: 1519-5392

 

Email:

entretextos@uel.br


 

 Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional