O alçamento e o abaixamento da pretônica /O/ nos Atlas Linguísticos do Ceará, Paraíba e Bahia

Patrícia Jéssica Rocha Silva, Aluiza Alves de Araújo, Rakel Beserra de Macedo Viana

Resumo


Este trabalho pretende investigar as regras de alçamento e abaixamento da vogal média pretônica /O/, à luz da Sociolinguística Variacionista (LABOV, [1972] 2008; WEINREICH; LABOV; HERZOG, [1968] 2006), analisando a influência dos fatores sociais sexo (feminino e masculino), faixa etária (de 20 a 60 anos e acima de 60 anos), escolaridade (não alfabetizados e alfabetizados) e localidade (Ceará, Paraíba e Bahia) que favorecem ambas as regras. Para tanto, foram observadas as ocorrências das variantes /o/, /u/ e // presentes nas cartas fonéticas dos Atlas Linguísticos da Bahia (ROSSI; ISENSÉE; FERREIRA, 1963), da Paraíba (ARAGÃO; MENEZES, 1984) e do Ceará (BESSA, 2010a, 2010b). Os dados foram coletados, codificados e submetidos às análises estatísticas do programa Goldvarb X. Os resultados revelaram que há uma predominância da regra de elevação no Ceará e na Bahia em oposição à manutenção da pretônica /O/, já na Paraíba prevalece a regra de abaixamento desta pretônica.


Palavras-chave


Vogal média pretônica /O/; Sociolinguística Variacionista; Atlas Prévio dos Falares Baianos - APFB; Atlas Linguístico da Paraíba - ALP; Atlas Linguístico do Estado do Ceará – ALECE.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1519-5392.2018v18n2p261

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Revista Entretextos

Pós-Graduação em Estudos da Linguagem

Universidade Estadual de Londrina

Londrina - PR

ISSN: 1519-5392

 

Email:

entretextos@uel.br


 

 Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional