O Discurso Direto e os Marcadores Conversacionais em Ambientes Forenses

Vanessa Hagemeyer Burgo, Claudia Poliana de Escobar de Araujo

Resumo


O objetivo deste trabalho é analisar o uso do discurso direto e dos marcadores conversacionais em ambientes forenses e suas funções interacionais nesse tipo de contexto. O aporte teórico desta pesquisa está fundamentado nos princípios da Análise da Conversação em relação de interface com a Linguística Forense, e o corpus é formado de excertos de quatro audiências judiciais públicas, transcritas conforme Preti (2003). Os resultados mostram que o discurso direto constitui uma estratégia eficaz para atribuir um efeito de realidade, objetividade e veracidade nas informações fornecidas pelos falantes. Os marcadores conversacionais são elementos multifuncionais, pois contribuem para a organização e estruturação do texto falado, além de possuírem as funções de resumidores, de busca de aprovação discursiva, de planejamento verbal e de atenuadores.


Palavras-chave


Discurso Direto; Marcadores Conversacionais; Ambientes Forenses.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1519-5392.2018v18n2p111

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Revista Entretextos

Pós-Graduação em Estudos da Linguagem

Universidade Estadual de Londrina

Londrina - PR

ISSN: 1519-5392

 

Email:

entretextos@uel.br


 

 Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional