Um estudo sobre concepções de transitividade no funcionalismo norte-americano de Hopper e Thompson e na Linguística Sistêmico Funcional

Gabriela Rempel

Resumo


O Funcionalismo é uma abordagem teórica de estudos da linguagem que promove a investigação da função comunicativa da língua e de seu caráter social. Essa corrente de estudos diferencia-se do formalismo, que examina a língua em sua estrutura/forma, categorizando-a como um objeto autônomo. O presente estudo vincula-se à perspectiva funcionalista de estudos da linguagem e busca elaborar uma reflexão de caráter teórico sobre duas vertentes do funcionalismo no que tange ao conceito de transitividade. Dessa forma, este artigo tem como objetivo descrever e comparar a noção de transitividade no modelo norte americano dos autores Hopper e Thompson (1980) e na Linguística Sistêmico Funcional de Halliday (2004). A partir da discussão levantada, percebe-se o potencial das duas vertentes, e de seus aparatos de análise, como bastante frutíferos para o exame do uso efetivo da língua.

Palavras-chave


Funcionalismo; Transitividade; Parâmetros de transitividade de Hopper e Thompson; Linguística sistêmico-funcional; Metafunção ideacional.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1519-5392.2017v17n2p7

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - Não comercial - Sem derivações 4.0 Internacional.

Revista Entretextos

Pós-Graduação em Estudos da Linguagem

Universidade Estadual de Londrina

Londrina - PR

ISSN: 1519-5392

 

Email:

entretextos@uel.br


 

 Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional