Que professores queremos formar? Uma análise do programa de pós-graduação em Estudos da Linguagem da UEL

Aline de Abreu Curunzi Chanan, Núbio Delanne Ferraz Mafra

Resumo


Os estudos sobre formação de professores têm se ampliado consideravelmente nas últimas décadas e este fato se reflete nos programas de mestrado e doutorado. Este artigo tem como objetivo investigar a formação de professores de línguas portuguesa e estrangeira na pós-graduação em Estudos da Linguagem na Universidade Estadual de Londrina (UEL), no Paraná. Tomamos como referência a área de concentração em linguagem e educação, pois nela encontra-se o objeto a ser estudado. Através da análise dos programas das disciplinas constantes da grade curricular vigente em 2013, suas ementas, referências bibliográficas e do resumo dos grupos de pesquisa que interessam a este trabalho, buscamos compreender o impacto da abordagem adotada na formação de professores e pesquisadores. Os dados foram coletados diretamente do site oficial do programa. Esperamos que os dados, as análises e as interpretações contidos neste artigo possam colaborar com a discussão sobre produção de conhecimento na área de formação de professores.

Palavras-chave


Formação de Professores; Pós-graduação em Estudos da Linguagem; Universidade Estadual de Londrina.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1519-5392.2016v16n1p281



Revista Entretextos

Pós-Graduação em Estudos da Linguagem

Universidade Estadual de Londrina

Londrina - PR

ISSN: 1519-5392

 

Email:

entretextos@uel.br


 

 Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional