Lexicologia e informação: um ensaio de quantificação

César Nardelli Cambraia

Resumo


Este trabalho tem como objetivo avaliar a técnica de medir informação de um conjunto de textos a partir de seu vocabulário. Do ponto de vista teórico, adotam-se conceitos da lexicologia estrutural (BIDERMAN, 2001) e do funcionalismo (NEVES, 1997). Fez-se uma coleta de todos os textos publicados sobre um determinado tema na versão digital de três periódicos de Minas Gerais por nove meses (179 textos) e em seguida fez-se uma análise quantitativa (baseada em ocorrências de lexias, lexias diferentes e lexemas diferentes) e uma análise qualitativa (baseada na relevância de certos eventos). Como resultado, verificou-se que: (a) os três periódicos se comportaram diferentemente no tratamento do tema, (b) o nível dos lexemas é o mais relevante para quantificar diferença no volume de informação de um texto, (c) a quantidade de informação nova em cada texto analisado é relativamente baixa (13-15%), (d) os periódicos continuam compondo textos digitais segundo a lógica da mídia impressa, e (e) a quantificação de informação por lexema não se mostrou como critério suficiente para identificação de informação relevante.

Palavras-chave


Lexicologia; Imprensa; Linguística de Corpus.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1519-5392.2015v15n2p31



Revista Entretextos

Pós-Graduação em Estudos da Linguagem

Universidade Estadual de Londrina

Londrina - PR

ISSN: 1519-5392

 

Email:

entretextos@uel.br


 

 Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional