Era uma vez na escola o conto de fadas: possibilidades e desafios na formação inicial de professores de língua portuguesa

Carine Maria Angst, Francieli Heineck, Francieli Matzenbacher Pinton

Resumo


Este trabalho tem por objetivo analisar criticamente uma oficina de leitura e produção textual ministrada em sala de aula para a sétima série de uma escola estadual do município de Cerro Largo (RS), que foi contemplada com o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID). A oficina é referente ao gênero discursivo conto de fadas e nela foram estudados aspectos referentes à produção, circulação e consumo deste gênero. O conto de fadas a partir do qual se desenvolveram as atividades foi Chapeuzinho Vermelho, sendo que foram trabalhadas várias adaptações do conto, inclusive cinematográficas, com o objetivo de apresentá-lo sob diferentes pontos de vista.  Ao final desse estudo, foi apresentada uma proposta de produção textual sobre o gênero, na qual o conto deveria ser escrito sob o ponto de vista do lenhador ou da vovó. Foram analisados 22 contos em que, em sua segunda versão, a maioria dos alunos se adequou à proposta de produção textual e conseguiu se apropriar do gênero. Destes, doze utilizaram narrador personagem, sendo que quatro alunos escolheram escrever sua história sob o ponto de vista da vovó e oito sob o ponto de vista do lenhador. Os dez textos restantes utilizaram narrador observador, nos quais quatro focalizaram a vovó, três focalizaram o lenhador e três não atenderam à proposta de produção textual, pois o foco não era nem o lenhador e nem a vovó, mas sim a Chapeuzinho Vermelho

Palavras-chave


Gênero discursivo; Ensino

Texto completo:

PDF


Creative Commons License
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 License.

Revista Entretextos

Pós-Graduação em Estudos da Linguagem

Universidade Estadual de Londrina

Londrina - PR

ISSN: 1519-5392

 

Email:

entretextos.uel@gmail.com