“O que vi da vida”: Discursos sobre si, celebridade e mídia

Francisco Vieira da Silva, Regina Baracuhy

Resumo


Esse texto visa discutir o processo de constituição discursiva do sujeito celebridade, a partir da análise do discurso de depoimentos concedidos ao quadro “O que vi da vida” , do programa Fantástico. Diversos famosos participaram desse quadro e, como sugere o título, era necessário falar de si, dar o seu testemunho, dizer a verdade sobre si mesmo, produzir narrativas sobre si. Para tanto, tomamos como arcabouço teórico a Análise do Discurso de orientação francesa (AD) fundada por Michel Pêcheux e as teorizações de Michel Foucault a respeito do sujeito e da historicidade do mecanismo da confissão. Além disso, tomamos como mote para discussão o sucessivo afrouxamento dos limites entre a esfera pública e a esfera privada, o que, em certa medida, justifica a irrupção de discursos sobre a vida íntima na/pela mídia.

Palavras-chave


Análise do discurso; Mídia; Celebridade.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1519-5392.2015v15n2p173



Revista Entretextos

Pós-Graduação em Estudos da Linguagem

Universidade Estadual de Londrina

Londrina - PR

ISSN: 1519-5392

 

Email:

entretextos@uel.br


 

 Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional