O marcador do discurso 'aliás' e suas possibilidades para a língua espanhola

Daniel Mazzaro Vilar de Almeida

Resumo


Uma breve análise de textos em que se encontra o marcador do discurso de língua portuguesa aliás nos permite concluir que existem pelo menos dois contextos em que é usada esta expressão: como reformulador de retificação e como digressor. A partir dessas observações preliminares, parece-nos, portanto, que se trata de um marcador polifuncional, de acordo com a teoria de Martín Zorraquino e Portolés (1999), segundo a qual o marcador alcança diferentes nuances ou efeitos de sentido segundo o contexto em que ocorre. Neste trabalho, analisam-se as possibilidades de tradução do termo aliás para a língua espanhola. Para tanto, propõem-se, em um primeiro momento, dois enunciados extraídos de artigos de opinião de jornais brasileiros e dois tweets publicados na rede social twitter.com. Tais enunciados foram dados a seis falantes de língua espanhola como língua estrangeira (nível avançado) e/ou falantes nativos de espanhol que falam português como segunda língua para que fizessem sua versão em espanhol. Em dois desses enunciados, o marcador foi usado no contexto de reformulação e, nos outros dois, de digressão. Em um segundo momento, cotejaram-se os dados obtidos a partir das produções dos falantes de espanhol L1 e LE com a definição teórica que descreve o estado da questão. Finalmente, apresentam-se algumas considerações sobre as traduções do marcador aliás para a língua espanhola e a dificuldade dessa correlação entre as línguas.

Palavras-chave


Marcador do discursivo; Aliás; Língua espanhola; Tradução

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1519-5392.2013v13n2p



Revista Entretextos

Pós-Graduação em Estudos da Linguagem

Universidade Estadual de Londrina

Londrina - PR

ISSN: 1519-5392

 

Email:

entretextos@uel.br


 

 Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional