A importância da fotografia no ensino do francês em Moçambique

Alexandre António Timbane

Resumo


Moçambique tem uma diversidade linguística complexa. O português é a língua oficial e concorre com mais de vinte línguas do grupo bantu distribuídas de forma desigual pelo país. O francês tem o estatuto de língua estrangeira e é aprendido a partir da 9ª até 12ª classes do ensino secundário. A presente pesquisa versa sobre a complexidade do ensino do francês usando a fotografia (documento autêntico) nas escolas secundárias públicas e privadas de Moçambique e pretende: discutir metodologias de ensino da língua estrangeira; analisar o manual escolar Le nouvel espaces-1 e, finalmente, sugerir caminhos para explorar a fotografia em prol da aquisição das competências comunicativas em francês. Baseando-se na abordagem comunicativa, a pesquisa procura mostrar que a fotografia é um potencial material de aprendizagem de uma língua possibilitando a criação de atividades de expressão e comunicação oral e escrita. Com pesquisa com manual concluiu-se que as fotografias são pouco exploradas nas aulas de francês e que seria interessante que os professores aproveitassem este material para o desenvolvimento de várias atividades para que o aluno progrida desenvolvendo as quatro competências.

Palavras-chave


Ensino; fotografia; língua francesa; Abordagem comunicativa.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1519-5392.2015v15n2p245



Revista Entretextos

Pós-Graduação em Estudos da Linguagem

Universidade Estadual de Londrina

Londrina - PR

ISSN: 1519-5392

 

Email:

entretextos@uel.br


 

 Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional