O processo de formação de palavras com os splinters -nese, -nejo e -tone

Regina Simões Alves, Carlos Alexandre Victório Gonçalves

Resumo


Este trabalho tem por objetivo a análise do processo de formação de palavras como ‘macarronese, ‘sambanejo’ e ‘chocotone’ que envolvem os formativos –nese, -nejo e -tone denominados ‘splinters’, termo proposto para designar constituintes de um determinado tipo de processo de formação de palavras chamado cruzamento vocabular nos termos de Sandmann (1997). Com base em autores como Bauer (1983), Algeo (1991), Sandmann (1997), Danks (2003) e outros, o presente artigo se propõe a discutir o status de tais elementos que figuraram em novas unidades morfológicas através do processo de reanálise a exemplo de ‘ovonese’, ‘sorvetone’, ‘sextaneja’, etc. e procura comprovar que, apesar da divergência de visões entre os autores citados, a formação de palavras com splinters apresenta padrão e regularidade quando analisada à luz de alguns critérios como, por exemplo, a posição ocupada por tais elementos na palavra output, aplicabilidade, densidade semântica, etc. O corpus utilizado no trabalho foi coletado através de rastreadores eletrônicos como o Google e o Yahoo, bem como de situação de comunicação variada.

Palavras-chave


Subjetividade

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1519-5392.2014v14n1p



Revista Entretextos

Pós-Graduação em Estudos da Linguagem

Universidade Estadual de Londrina

Londrina - PR

ISSN: 1519-5392

 

Email:

entretextos@uel.br


 

 Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional