A linguagem como expressão do agir no ambiente de trabalho

Eliane vitorino de Moura Oliveira

Resumo


Este artigo apresenta resultados de uma ampla pesquisa, na perspectiva do ISD – Interacionismo sócio-discursivo, em que se analisam representações de um vendedor quando em espaços institucionais do trabalho, especificamente no que se refere a sua interação com clientes, observando-se o papel da linguagem como instrumento da expressão dos diversos processos que constituem o agir no contexto de trabalho. Tomando por base a teoria proposta por Jean-Paul Bronckart e aquilo que foi apreendido durante as discussões favorecidas pela disciplina “Gêneros do discurso: uma perspectiva enunciativa para o ensino de línguas”, por meio da análise da transcrição das conversas, pudemos concluir, entre outros, que as representações deste profissional sobre o efeito que espera alcançar sobre seus clientes refletem o agir coletivo, em detrimento da constituição de suas representações individuais.



Palavras-chave


Representações; Trabalho; ISD.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1519-5392.2012v12n1p



Revista Entretextos

Pós-Graduação em Estudos da Linguagem

Universidade Estadual de Londrina

Londrina - PR

ISSN: 1519-5392

 

Email:

entretextos@uel.br


 

 Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional