O desenvolvimento de competências psicossociais como fator de proteção ao desenvolvimento infantil

Natália Cunha, Marisa Cosenza Rodrigues

Resumo


Com a atual definição de saúde proposta pela Organização Mundial de Saúde (OMS), o movimento envolvendo a sua promoção passa a refletir-se de forma mais abrangente na vida das pessoas. Um dos objetivos centrais focaliza a maximização do repertório de competências individuais que visa proporcionar alternativas para a resolução dos problemas vivenciados no cotidiano de risco psicossocial. O modelo Habilidades de Vida configura-se como um processo de desenvolvimento de competências psicossociais essenciais para uma adaptação saudável à realidade e para o desenvolvimento humano. O presente artigo tem por objetivo discutir o desenvolvimento de competências psicossociais do ponto de vista proativo da promoção de saúde psicológica e fator de proteção ao desenvolvimento de crianças e adolescentes.

Palavras-chave


competências psicossociais; fator de proteção; promoção de saúde

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2236-6407.2010v1n2p235

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Estud. Interdiscip. Psicol.
E-mail: revistaeip@uel.br
E-ISSN: 2236-6407
DOI: 10.5433/2236-6407 

 


Esta obra está licenciada com uma licença Creative Commons Atribuição-Não comercial 4.0 Internacional.