Desenvolvimento visomotor e uso de jogos eletrônicos em crianças do ensino fundamental

Thatiana Helena de Lima, Neide de Brito Cunha, Acácia Aparecida Angeli dos Santos, Jocemara Ferreira Mognon

Resumo


Este estudo investiga as possíveis relações entre a maturidade percepto-motora e o uso de jogos eletrônicos, assim como possíveis diferenças entre as variáveis sexo e idade. Participaram 148 crianças do ensino fundamental, de uma instituição pública do interior do Estado de São Paulo, sendo 54,1% do sexo masculino e 45,9% do sexo feminino. Os estudantes frequentavam da 2ª a 4ª série. Foram aplicados de forma coletiva, o Teste de Bender (B-SPG) e um questionário para avaliar os padrões de uso dos jogos eletrônicos. Os resultados indicaram que os meninos utilizavam mais tempo nos jogos eletrônicos. Houve correlações positivas entre a utilização dos jogos e as pontuações no teste Bender, indicando que as crianças que mais jogavam podiam ter maiores dificuldades visomotoras. Não foram encontradas diferenças significativas para o sexo, já para a idade conforme houve avanço, menor foi a pontuação.

Palavras-chave


desenvolvimento visomotor; jogos eletrônicos; ensino fundamental

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2236-6407.2010v1n2p202

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Estud. Interdiscip. Psicol.
E-mail: revistaeip@uel.br
E-ISSN: 2236-6407
DOI: 10.5433/2236-6407 

 


Esta obra está licenciada com uma licença Creative Commons Atribuição-Não comercial 4.0 Internacional.