CONSIDERAÇÕES SOBRE A FORMAÇÃO DO PSICÓLOGO NO BRASIL: REVISÃO SISTEMÁTICA

Bianca Veiga Prates, Ellen Araújo Lima Feitosa, Paulo Souza Monteiro, Paulo Coelho Castelo Branco

Resumo


Objetivamos analisar o estado corrente de produções sobre a formação do psicólogo nas bases SciELO e PePSIC, segundo uma revisão sistemática de 118 artigos, categorizados conforme ano, periódico, autoria, filiação, região, tipo de pesquisa, método e tema. Os resultados demonstram: aumento de produções nesta década; concentração de publicações na revista Psicologia: Ciência e Profissão; ampla variedade de autores e filiações, com proeminência de produções no sudeste; preponderância de metodologias empíricas que usam análise documental; prevalência de temáticas relacionadas à formação acadêmico-científica. Indicamos que existe uma dispersão sobre o que seria formação do psicólogo. Há muitos estudiosos que fazem incursões pontuais sobre o tema. Necessita-se de mais discussões sobre a formação nos interiores brasileiros, que atualmente concentram a maioria de alunos matriculados. Concluímos com um questionamento sobre as diferenças formativas de um psicólogo graduado na capital daquele educado em uma instituição interiorizada.


Palavras-chave


formação do psicólogo; base de dados; revisão sistemática.

Texto completo:

PDF

Referências


Bernardes, J. (2004). O debate atual sobre a formação em psicologia no Brasil: Permanências, rupturas e cooptações nas políticas educacionais. (Tese de Doutorado). Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, São Paulo. Recuperado em 30 de abril de 2019, de https://tede2.pucsp.br/bitstream/handle/17243/1/Jefferson%20de%20Souza%20Bernardes.pdf.

Chaves, V., & Amaral, N. (2016). Política de expansão da educação superior no Brasil - o PROUNI e o FIES como financiadores do setor privado. Educação em Revista, 32(4), 49-72. doi:10.1590/0102-4698162030

Cirani, C., Campanario, M., & Silva, H. (2015). A evolução do ensino da pós-graduação senso estrito no Brasil: Análise exploratória e proposições para pesquisa. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior (Campinas), 20(1), 163-187. doi:10.590/S1414-40772015000500011

Conselho Nacional de Educação. (2004). Resolução nº 8 de 07 de Maio de 2004. Institui as Diretrizes Curriculares Nacionais para os Cursos de Graduação em Psicologia. Brasília: Diário Oficinal da União. Recuperado em 30 de abril de 2019, de http://portal.mec.gov.br/cne/arquivos/pdf/rces08_04.pdf.

Costa, A., & Zoltowski, A. (2014). Como escrever um artigo de revisão sistemática. In S. Koller, M. Couto, & J. Hohendorff (Eds.), Manual de produção científica (pp. 55-70). Porto Alegre, RS: Penso.

Costa, J., Costa, A., Lima, F., Seixas, P., Pessanha, V., & Yamamoto, O. (2012). A produção científica sobre a formação do psicólogo no Brasil. Psicologia em Pesquisa, 6(2), 130-138. doi:10.5327/Z1982-12472012000200006

Costa, J., Amorin, K., Pessanha, V., & Yamamoto, O. (2012). Quem estuda a formação do psicólogo no Brasil? Arquivos Brasileiros de Psicologia, 64(2), 02-18. Recuperado em 30 de abril de 2019, de http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1809-52672012000200002&lng=pt&tlng=pt.

Cury, B., & Ferreira Neto, J. (2015). Do currículo mínimo às diretrizes curriculares: Os estágios na formação do psicólogo. Psicologia em Revista, 20(3). doi: 10.5752/P.1678-9523.2014V20N3P494

Ferreira Neto, J. (2004). A formação do psicólogo: Clínica, social e mercado. São Paulo: Escuta.

Ferreira Neto, J. (2010). Uma genealogia da formação do psicólogo brasileiro. Memorandum, 18, 130-142. Recuperado em 30 de abril de 2019, de http://www.fafich.ufmg.br/~memorandum/a18/ferreiraneto01.pdf.

Ferreira Neto, J. (2017). Psicologia, políticas públicas e o SUS. São Paulo: Escuta; Belo Horizonte: FAPEMIG.

Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – INEP. (2016). Sinopse estatística da educação superior 2015. Brasília: INEP. Recuperado em 30 de abril de 2019, de http://download.inep.gov.br/informacoes_estatisticas/sinopses_estatisticas/sinopses_educacao_superior/sinopse_educacao_superior_2015.zip.

Leite, D., Andrade., A., & Bosi, M. (2013). A inserção da Psicologia nos Núcleos de Apoio à Saúde da Família. Physis: Revista de Saúde Coletiva, 23(4), 1167-1187. doi:10.1590/S0103-73312013000400008.

Macedo, J, & Dimenstein, M. (2011). Expansão e interiorização da Psicologia: Reorganização dos saberes e poderes na atualidade. Psicologia: Ciência e Profissão, 31(2), 296-313. doi:10.1590/S1414-98932011000200008

Mancebo, D., Valle, A., & Martins, T. (2015). Políticas de expansão da educação superior no Brasil 1995-2010. Revista Brasileira de Educação, 20(80), 31-50. doi: 10.1590/S1413-24782015206003

Ministério da Educação. (1996). Lei nº 9.394 de 20 de dezembro de 1996 – Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília: Diário Oficial da União. Recuperado em 30 de abril de 2019, de http://www.planalto.gov.br/Ccivil_03/leis/L9394.htm.

Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (2007). Norma Operacional Básica de Recursos Humanos do SUAS (NOB-RH/SUAS). Brasília.

Packer, A., Cop, N., Luccisano, A., Ramalho, A., & Spinak, E. (Eds.). (2014). SciELO – 15 anos de acesso aberto e comunicação científica. Paris: UNESCO.

Pardo, M., Mangieri, R., & Nucci, M. (1998). Construção de um modelo para análise da formação profissional do psicólogo. Psicologia: Ciência e Profissão, 18(3), 14-21. doi:10.1590/S1414-98931998000300003

PePSIC. (2017). PePSIC – critérios para inclusão de revistas. Recuperado em 30 de abril de 2019, de http://pepsic.bvsalud.org/.

Psicologia: Ciência e Profissão. (2017). Sobre nós. Recuperado em 30 de abril de 2019, de http://www.scielo.br/revistas/pcp/paboutj.htm.

Psicologia: Ensino e Formação. (2017). Sobre nós. Recuperado em 30 de abril de 2019, de http://pepsic.bvsalud.org/revistas/pef/paboutj.htm.

Psicologia Escolar e Educacional. (2017). Sobre nós. Recuperado em 30 de abril de 2019, de http://www.scielo.br/revistas/pee/paboutj.htm.

Rudá, C., Coutinho, D., & Almeida Filho, N. (2015). Formação em psicologia no Brasil: O período do currículo mínimo (1962-2004). Memorandum, 29, 58-95. Recuperado em 30 de abril de 2019, de http://www.fafich.ufmg.br/memorandum/wp-content/uploads/2015/11/rudacoutinhoalmeidafilho01.pdf.

Witter, G., & Ferreira, A. (2005). Formação do psicólogo hoje. In Conselho Federal de Psicologia (Ed.), Psicólogo brasileiro: construção de novos espaços (pp. 15-39). Campinas: Alínea.

Yamamoto, O., H., Souza, C., & Yamamoto, M. (1999). A produção científica na psicologia: Uma análise dos periódicos brasileiros no período 1990-1997. Psicologia: Reflexão e Crítica, 12(2), 549-565. doi:10.1590/S0102-79721999000200019




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2236-6407.2019v10n2p97

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Estud. Interdiscip. Psicol.
E-mail: revistaeip@uel.br
E-ISSN: 2236-6407
DOI: 10.5433/2236-6407 

 


Esta obra está licenciada com uma licença Creative Commons Atribuição-Não comercial 4.0 Internacional.