Escala de Avaliação de Altas Habilidades / Superdotação – versão professor: validade de conteúdo

Tatiana de Cassia Nakano, Carolina Rosa Campos, Maristela Volpe dos Santos

Resumo


A avaliação das altas habilidades embora escassa na literatura científica é de grande relevância dentro da Psicologia. Diante disso, o objetivo deste estudo foi verificar, através da validade de conteúdo, a adequação dos itens que compõem a Escala de Avaliação de Altas Habilidades – Versão Professor. Para isso, seis estudantes de pós-graduação na área da avaliação psicológica atuaram como juízes, classificando os 41 itens do instrumento em cinco fatores (capacidade intelectual acadêmica, habilidades acadêmicas específicas, liderança, criatividade e talento artístico). Os resultados demonstraram a adequação dos itens, tendo a maioria deles apresentado índices de concordância perfeita acima de 80% (n=29) e entre 60 e 80% (n=8), indicando concordância moderada. Apenas quatro itens apresentaram concordância igual ou inferior a 50%, sugerindo a necessidade de reformulações. As análises dos coeficientes Kappa evidenciaram índices entre 0,69 e 0,81. Os resultados apontaram a adequação da escala ao conteúdo do modelo que pretende avaliar.


Palavras-chave


validade do teste; educação especial; avaliação psicológica; coeficiente kappa

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2236-6407.2016v7n1p103

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Estud. Interdiscip. Psicol.
E-mail: revistaeip@uel.br
E-ISSN: 2236-6407
DOI: 10.5433/2236-6407 

 


Esta obra está licenciada com uma licença Creative Commons Atribuição-Não comercial 4.0 Internacional.