O novo lugar do pai como cuidador da criança

Sérgio Luiz Saboya Arruda, Manuela Caroline Ferreira Lima

Resumo


Atualmente, observa-se um período de transição e de importantes mudanças no que diz respeito à função parental, à paternidade, aos valores e modos de vida, tanto no contexto individual, como no ambiente da família. Nessa conjuntura, é feito um estudo teórico psicológico, com o objetivo de refletir a respeito da evolução das funções do pai em relação aos papéis na família e enquanto cuidador de seus filhos. O papel paterno tem mudado de um patriarcalismo para o de parentalidade, um conceito mais amplo e contemporâneo. O pai pode estar deixando de ter uma posição secundária em relação à mãe, quer na criação e no desenvolvimento emocional dos filhos, quer pelos benefícios advindos quando se envolve afetivamente como cuidador.

Palavras-chave


paternidade; relação pai-filho; cuidado da criança

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2236-6407.2013v4n2p201

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Estud. Interdiscip. Psicol.
E-mail: revistaeip@uel.br
E-ISSN: 2236-6407
DOI: 10.5433/2236-6407 

 


Esta obra está licenciada com uma licença Creative Commons Atribuição-Não comercial 4.0 Internacional.