Trabalhadores com deficiência auditiva: Relações entre vulnerabilidade ao estresse e satisfação no trabalho

Rodolfo A. M. Ambiel, Acácia A. A. Santos, Andressa Cantonde de Sousa

Resumo


O presente trabalho teve como objetivo explorar as relações entre vulnerabilidade ao estresse laboral e satisfação no trabalho em uma amostra de pessoas com deficiência auditiva. Participaram 54 pessoas, todos trabalhadores, com idades entre 18 e 58 anos (M=30,37). Foram aplicadas a Escala de Vulnerabilidade ao Estresse no Trabalho (EVENT) e a Escala de Satisfação no Trabalho (EST), sendo que o processo de aplicação contou com uma pesquisadora que se comunica por LIBRAS. Os resultados apontaram correlações negativas baixas e moderadas entre os instrumentos. Os homens tiveram maiores escores na EVENT e as mulheres, na EST. Pessoas que falam LIBRAS tiveram médias maiores na EST, enquanto que os demais pontuaram mais na EVENT. Verificou-se que, quanto maior o tempo na mesma empresa, maior a tendência a ser mais vulnerável e menos satisfeito. Conclui-se que novos estudos devem ser feitos, avaliando-se outras variáveis imbricadas no processo de inclusão de pessoas com deficiência auditiva no mercado de trabalho.

Palavras-chave


vulnerabilidade ao estresse; satisfação no trabalho; pessoas com deficiência; deficiência auditiva; testes psicológicos.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2236-6407.2012v3n1p2

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Estud. Interdiscip. Psicol.
E-mail: revistaeip@uel.br
E-ISSN: 2236-6407
DOI: 10.5433/2236-6407 

 


Esta obra está licenciada com uma licença Creative Commons Atribuição-Não comercial 4.0 Internacional.