A performatividade nos quatro discursos

Bianca Novaes de Mello

Resumo


Pretende-se demonstrar que a tese lacaniana segundo a qual o sujeito se constitui como efeito da cadeia significante baseia-se em uma noção de estrutura da linguagem que abarca a inscrição do sujeito em um laço social. Uma vez que a constituição do sujeito pela linguagem (S1-S2) produz um sujeito divido ($) e um resíduo denominado objeto a (a), veremos que estes quatro termos se ordenam, compondo os quatro tipos de discurso. Para tanto, retoma-se as noções de alienação e separação, a fim de assinalar que o discurso do mestre pode ser extraído dessas operações e ser pensado como gesto constituinte de todo laço social. A fim de destacar o modo particular pelo qual Lacan elabora a noção de estrutura da linguagem nela incluindo a possibilidade de produção do sujeito e de inscrição em um laço social, aborda-se também a noção estruturalista de linguagem e a noção de performativo, oriunda da filosofia pragmática da linguagem.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2236-6407.2011v2n1p72

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




Estud. Interdiscip. Psicol.
E-mail: revistaeip@uel.br
E-ISSN: 2236-6407
DOI: 10.5433/2236-6407 

 


Esta obra está licenciada com uma licença Creative Commons Atribuição-Não comercial 4.0 Internacional.