A evasão escolar numa universidade pública, no interior do Paraná - estudo de caso

Simone Soares Nairne, Isabel Rodrigues Sanches

Resumo


A evasão escolar é um problema educacional, pois é considerada como a perda de aluno. Essa perda gera graves consequências nas esferas sociais, econômicas e acadêmicas, causando sérios transtornos ao desenvolvimento do sujeito e, de maneira mais ampla, ao desenvolvimento da sociedade. O presente trabalho busca responder à questão que tem gerado angústias e inquietações nos profissionais envolvidos: por que os alunos abandonam os seus cursos? É uma pesquisa descritiva e analítica cujo desenvolvimento se deu a partir da análise de documentos e de inquérito por questionário aos alunos evadidos. Os dados obtidos com a pesquisa revelam que a causa “Reprovações Constantes” foi apontada por 41.5% dos alunos respondentes ao questionário como determinante para a evasão. Os elementos evidenciados aqui indicam para a necessidade dos gestores criarem um sistema identificador do problema, que seja competitivo no intuito de manter estes alunos na Instituição, tendo em vista que grande parte dos evadidos continua a estudar em outras Instituições e os que estão fora do sistema, pretendem retomar os estudos.

Palavras-chave


Educação; Evasão Escolar; Ensino Superior; Brasil.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, O. Evasão em cursos a distância: análise dos motivos de desistência. Brasília: Universidade de Brasília, 2008. Disponível em: http://www.abed.org.br/congresso2008/tc/552008112738PM.pdf. Acesso em: 10 out. 2018.

AMARAL, J. B. Evasão discente no ensino superior: um estudo de caso no instituto federal de educação, ciência e tecnologia do ceará. 2013. Dissertação (Mestrado) - Universidade Federal do Ceará, Sobral, 2013. Disponível em: http://www.repositorio.ufc.br/bitstream/riufc/8013/1/2013_dis_jbamaral.pdf. Acesso em: 10 out. 2018.

ARPINI, D. Violência e exclusão: adolescência em grupos populares. Bauru: EDUSC, 2003.

BIAZUS, C. Sistema de fatores que influenciam o aluno a evadir-se dos cursos de graduação na UFSM e na UFSC: um estudo de caso de Ciências Contábeis. 2004. Tese (Doutorado) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2004.

BONETI, L. Educação, exclusão e cidadania. Ijuí: Unijuí, 2003.

BRASIL. [Constituição (1988)]. Cosntituição da República Federativa do Brasil. Brasília: Presidência da República, 1988.

BRASIL. Lei nº 9.394, de 20 de Dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília: Presidência da República, 1996. Disponível em: www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/L9394.htm. Acesso em: 11 nov. 2018.

COMISSÃO ESPECIAL DE ESTUDOS SOBRE A EVASÃO NAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS BRASILEIRAS. Diplomação, retenção e evasão nos cursos de graduação em instituições de ensino superior públicas. [Brasília]: ANDIFES: ABRUEM: SESU: MEC, 1996.

CALDAS, E. Combatendo a evasão escolar. São Paulo: Instituto Polis, 2000.

CAMARGO, D. Evasão escolar na primeira série do ensino médio: desafios e superações. 2011. Dissertação (Mestrado) - Universidade do Oeste de Santa Catarina, Santa Catarina, 2011.

CORREIA, L. Dificuldades de aprendizagem específicas: contributos para uma definição portuguesa. Porto: Porto Editora, 2008.

FRANCISCO, M. A recolha de dados. Metodologias de investigação na educação, [Portugal], 2010. Disponível em: https://miemf.wordpress.com/act2/. Acesso em: 10 maio 2017.

GAIOSO, N. P. O fenômeno da evasão escolar na educação superior no Brasil. Dissertação de Mestrado em Educação. Brasília: Universidade Católica de Brasília, 2005.

HOTZA, M. A. O abandono nos cursos de graduação da UFSC em 1997: a percepção dos alunos-abandono. 2000. Dissertação (Mestrado) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2000. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/79172. Acesso em: 10 maio 2017.

JOHAN, C. Evasão escolar no Instituto Federal Sul-Rio-Grandense: um estudo de caso no campus Passo Fundo. 2012. Dissertação (Mestrado em Educação) - Universidade de Passo Fundo, Passo Fundo, 2012. Disponível em: http://tede.upf.br/jspui/bitstream/tede/739/1/2012Cristiane_Cabral_Johann.pdf. Acesso em: 10 maio 2017.

MARCONI, M.; LAKATOS, E. Fundamentos de metodologia científica. São Paulo: Atlas, 2005.

MINAYO, M. C. Ciência, técnica e arte: o desafio da pesquisa social. Petrópolis: Vozes, 1994.

MORAES, E.; THEÓPHILO, C.; LOPES, M. A. Evasão no ensino superior: estudo dos fatores causadores da evasão no curso de Ciências Contábeis da Universidade Estadual de Montes Claros. Montes Claros: Unimontes, 2008. Disponível em https://congressousp.fipecafi.org/anais/artigos102010/419.pdf. Acesso em: 11 maio 2017.

MORAN, J. M. A educação que desejamos. Campinas: Papirus, 2007.

POLIT, D.; HUNGLER, B. Fundamentos de pesquisa em enfermagem. Porto Alegre: Artes Médicas, 1995.

QUEIROZ, L. Um estudo sobre a evasão escolar: para se pensar na inclusão escolar. Cuiabá: UFMT, 2010.

RICHARDSON, R. Pesquisa social: métodos e técnicas. São Paulo: Atlas, 1999.

RUMBERGER, R. Dropping out of middle school: a multilevel analysis of students and schools. American Educational Research Journal, Washington, v. 32, n. 4, p. 583-625, 1995.

SERRÃO, M.; BALEEIRO, M. C. Aprendendo a ser e a conviver. 2. ed. São Paulo: FTD, 1999.

VERGARA, S. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. São Paulo: Atlas, 2009.

YIN, R. Estudo de caso: planejamento e métodos. Porto Alegre: Bookman, 2005.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1984-7939.2019v4n2p207

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Educação em Análise

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.

Educação em Análise
Issn: 2448-0320
E-mail: educanalise@uel.br

 

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença 
Creative Commons Atribuição 4.0 Internacional.