O stricto sensu em áreas específicas e as práticas docentes de professores bacharéis no ensino superior

Bruna Donato Reche, Maura Maria Morita Vasconcellos

Resumo


Este artigo é um recorte de uma dissertação de Mestrado em Educação sobre formação de professores para o Ensino Superior, a partir do problema de pesquisa: Qual a perspectiva dos alunos oriundos do bacharelado sobre a formação para a docência no Ensino Superior desenvolvida no Mestrado em Educação de uma universidade pública?, visando analisar a perspectiva dos alunos bacharéis de Mestrado em Educação sobre formação para a docência no Ensino Superior. Neste artigo, o objetivo trata em refletir sobre práticas docentes de professores bacharéis do Ensino Superior, relativas às suas formações no stricto sensu. Foram levantadas informações, por meio de questionários, de 24 docentes bacharéis, 14 com formação no stricto sensu em áreas específicas e 10 em mestrado acadêmico em Educação, referentes à formação profissional, conhecimentos e experiências consideradas importantes à docência, contribuições dos cursos stricto sensu e as dificuldades enfrentadas na docência. A metodologia de pesquisa privilegiou abordagem de cunho predominantemente qualitativo, de caráter exploratório-descritivo (MINAYO, 1994). Dentre os resultados, verificou-se que os apontamentos dos participantes são muito semelhantes quando se referem aos desafios da docência. Entretanto, as contribuições dos cursos stricto sensu frequentados exerceram diferentes influências nos conhecimentos e experiências que esses bacharéis têm como fundamentais ao magistério.

Palavras-chave


Docência no Ensino Superior. Formação docente. Docência por bacharéis.

Texto completo:

PDF

Referências


ANASTASIOU, L. G. Docência na educação superior. In: RISTOFF, D.; SAVEGNANI, P. (org.). Docência na educação superior. Brasília: INEP, 2006. p. 147-172.

CASTRO, R. M. A pós-graduação em educação no Brasil: alguns aspectos à luz de estudos realizados na área. Educação em Revista, Belo Horizonte, v. 28, n. 4, p. 263-287, dez. 2012.

CUNHA, M. I. Ensino como mediação da formação do professor universitário. In: MOROSINI, M. C. (org.). Professor do ensino superior: identidade, docência e formação. Brasília: INEP, 2000. p. 45-53.

CUNHA, M. I. O campo da iniciação à docência universitária como um desafio. In: REUNIÃO ANUAL DA ANPED, 33., 2010, Rio de Janeiro. Anais [...]. Rio de Janeiro: ANPED, 2010. Disponível em: http://33reuniao.anped.org.br/33encontro/app/webroot/files/file/Trabalhos%20em%20PDF/GT04-6134--Int.pdf.Acesso em: 5 set. 2013.

DIAS SOBRINHO, J. Dilemas da educação superior no mundo globalizado: sociedade do conhecimento ou economia do conhecimento?. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2005.

FAGUNDES, M. C. V.; BROILO, C. L.; FORSTER, M. M. S. É possível construir a docência universitária? Apontamos caminhos. In: REUNIÃO ANUAL DA ANPED, 31., 2008, Caxambu. Anais [...]. Caxambu: ANPED, 2008. p. 1-16.

GOERGEN, P. Universidade e compromisso social. In: RISTOFF, D.; SAVEGNANI, P. (org.). Universidade e compromisso social. Brasília: Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2006. p. 65-95.

ISAIA, S. M. A.; MACIEL, A. M. R.; BOLZAN, D. P. V. Educação Superior: a entrada na docência universitária. In: REUNIÃO ANUAL DA ANPED, 33., 2010, Rio de Janeiro. Anais [...]. Rio de Janeiro: ANPED, 2010. Disponível em: http://33reuniao.anped.org.br/33encontro/app/webroot/files/file/Trabalhos%20em%20PDF/GT08-6411--Res.pdf. Acesso em: 9 set. 2013.

ISAIA, S. M. A. Desafios à docência superior: pressupostos a considerar. In: RISTOFF, D.; SAVEGNANI, P. (org.). Docência na educação superior. Brasília: INEP, 2006. p. 63-84.

JOAQUIM, N. F.; VILAS BOAS, A. A.; CARRIERI, A. P. Entre o discurso práticado e a realidade percebida no processo de formação docente. Avaliação, Campinas, v. 17, n. 2, p. 503-528, jul. 2012.

LUZ, S. P.; BALZAN, N. C. Programa de formação continuada para docentes da educação superior: um estudo avaliativo a partir dos resultados de uma tese. Avaliação, Campinas, v. 17, n. 1, p. 11-41, mar. 2012.

MARTINS, L. M. A formação social da personalidade do professor: um enfoque vigotskiano. Campinas: Autores Associados, 2007.

MICHELOTTO, R. M.; ZAINKO, M. A. S.; ANDRICH, E. G. Educação superior no Paraná 1991 – 2004. In: RISTOFF, D.; GIOLO, J. (org.). Educação superior brasileira: 1991-2004. Brasília: INEP, 2006. p.21-70.

MINAYO, M. C. S. Ciência, técnica e arte: o desafio da pesquisa social. In: MINAYO, M. C. S. (org.). Pesquisa social: teoria, método e criatividade. Petrópolis: Vozes, 1994. p. 9-29.

MINAYO, M. C. S.; ASSIS, S. G.; SOUZA, E. R. Avaliação por triangulação de métodos: abordagens de programas sociais. Rio de Janeiro: Fiocruz, 2005.

MORIN, E. A cabeça bem-feita: repensar a reforma, reformar o pensamento. 8. ed. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 2003.

MOROSINI, M. C.; MOROSINI, L. Pedagogia universitária: entre a convergência e a divergência na busca do alomorfismo universitário. In: RISTOFF, D.; SAVEGNANI, P. Docência na educação superior. Brasília: INEP, 2006. p. 47-63.

OLIVEIRA, C. C.; VASCONCELLOS, M. M. M. A formação pedagógica institucional para a docência na Educação Superior. Interface - Comunicação, Saúde, Educação, Botucatu, v. 15, n. 39, p. 1011-1024, out./dez. 2011.

PEREIRA, E. M. A. (org.). Universidade e educação geral: para além da especialização. Campinas: Alínea, [2007]. (Coleção Educação em Debate).

RIBEIRO, M. L.; CUNHA, M. I. Trajetórias da docência universitária em um programa de pós-graduação em Saúde Coletiva. Interface - Comunicação, Saúde, Educação, Botucatu, v. 14, n. 32, p. 55-68, jan./mar. 2010.

RICHARDSON, R. J. Pesquisa social: métodos e técnicas. São Paulo: Atlas, 2007.

VELLOSO, J. Mestres e doutores no país: destinos profissionais e políticas de pós-graduação. Cadernos de Pesquisa, São Paulo, v. 34, n. 123, p. 583-611, set./dez. 2004.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1984-7939.2019v4n2p229

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Educação em Análise

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Educação em Análise
Issn: 2448-0320
E-mail: educanalise@uel.br

 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional