O que cabe no currículo da educação infantil? um convite à reflexão

Lucineia Maria Lazaretti, Luciana Figueiredo Lacanallo Arrais

Resumo


A organização curricular na educação infantil é uma temática polêmica; o próprio percurso histórico da educação infantil revela a falta de clareza quanto à sua finalidade. Ante isso, os objetivos deste texto são refletir sobre os desafios da organização curricular na educação infantil, trazendo algumas propostas oficiais que já iluminaram o trabalho docente e indicar caminhos para estruturar e para organizar um currículo para essa etapa de ensino. Essa discussão se faz necessária, pois, até recentemente, essa temática não era prioridade para a educação infantil, justificada pela própria origem não formal e não escolar do atendimento às crianças pequenas. Assim, diante dessa necessidade, propomos, inicialmente, alguns apontamentos sobre certos percalços e possibilidades para pensar o currículo na educação infantil, tendo em vista o fato de que o currículo pode garantir a especificidade do trabalho educativo. Os documentos oficiais destinados à educação infantil evidenciam desarticulação entre objetivos e conteúdos, com implícita concepção de criança, sem metas que definam a direção almejada por essa organização curricular. Avançamos, nessa discussão, inferindo que a organização curricular precisa responder aos seguintes questionamentos: para quê, para quem, por quê, o quê e como ensinar, evidenciando que essas questões determinam as finalidades, os propósitos e as intenções educacionais, constituindo-se no ponto de partida que justifica e dá sentido ao processo educativo. Salientamos que a tarefa de elaborar e de estruturar um currículo é desafiadora; somente quando a assumimos, teremos possibilidades de garantir a formação das complexas e das elaboradas conquistas humanas no desenvolvimento cultural das crianças pequenas.

Palavras-chave


Currículo; Educação Infantil; Prática Pedagógica

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Referencial curricular nacional para a educação infantil. Brasília, 1998. Disponível em: . Acesso em: 26 fev. 2018.

BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Propostas pedagógicas e currículo em educação infantil: um diagnóstico e a construção de uma metodologia de análise. Brasília, 1996b. Disponível em: . Acesso em: 20 fev. 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Base Nacional Comum Curricular. Brasília, 2017. Disponível em: . Acesso em: 25 jan. 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Câmara de Educação Básica. Resolução nº 5, de 17 de dezembro de 2009. Fixa as Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação Infantil. Brasília, 2009. Disponível em: . Acesso em: 26 fev. 2018.

BRASIL. Ministério da Educação. Lei nº 9.394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as diretrizes e bases da educação nacional. Brasília, 1996a. Disponível em: . Acesso em: 26 fev. 2018.

BRASIL. Senado Federal. Constituição da República Federativa do Brasil. Texto constitucional promulgado em 5 de outubro de 1988, com as alterações determinadas pelas Emendas Constitucionais de Revisão nos 1 a 6/94, pelas Emendas Constitucionais nos 1/92 a 91/2016 e pelo Decreto Legislativo nº 186/2008. Brasília: Coordenação de Edições Técnicas, 2016. Disponível em: . Acesso em: 26 fev. 2018.

BRASIL. Câmara dos Deputados. Plano nacional de educação 2014-2024. Brasília, 2014. Disponível em: . Acesso em: 24 fev. 2018.

CERISARA, Ana Beatriz. O referencial curricular nacional para a educação infantil no contexto das reformas. Educação & Sociedade, Campinas, v. 23, n. 80, p. 326-345, set. 2002. Disponível em: . Acesso em: 29 mar. 2018.

GONZÁLEZ SOCA, Ana Maria; RECAREY FERNÁNDEZ, Silvia; ADDINE FERNÁNDEZ, Fátima. La dinámica del proceso de enseñanza-aprendizaje mediante sus componentes. In: ADDINE FERNÁNDEZ, Fátima (Comp.). Didáctica: teoria y práctica. La Habana: Editorial Pueblo y Educación, 2004. p. 66-84.

KUHLMANN JÚNIOR, Moysés. Educação infantil e currículo. In: FARIA, Ana Lúcia Goulart de; PALHARES, Marina Silveira (Org.). Educação Infantil pós-LDB: rumos e desafios. Campinas: Autores Associados, 2005. p. 51-65.

LAZARETTI, Lucinéia Maria. A organização didática do ensino na educação infantil: implicações da teoria histórico-cultural. 2013. 204 f. Tese (Doutorado em Educação) - Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 2013. Disponível em: . Acesso em: 28 mar. 2018.

LAZARETTI, Lucinéia Maria. Uma palavra sobre currículo na educação infantil. In: BAURU. Proposta pedagógica para a educação infantil do sistema municipal de ensino de Bauru/SP. Bauru: Secretaria Municipal de Educação, 2016. Disponível em: . Acesso em: 30 mar. 2018. p. 165-175.

MELLO, Alessandro de; URBANETZ, Sandra Terezinha. Fundamentos da didática. Curitiba: Ibpex, 2008.

MOREIRA, Jani Alves da Silva; LARA, Angela Mara de Barros. Políticas públicas para a educação infantil no Brasil (1990- 2001). Maringá: Eduem, 2012. Disponível em: . Acesso em: 28 mar. 2018.

OSTETTO, Luciana Esmeralda. Planejamento na educação infantil: mais que a atividade, a criança em foco. In: ______. (Org.). Encontros e encantamentos na educação infantil: partilhando experiências de estágios. Campinas: Papirus, 2000. p. 175-200.

SAVIANI, Dermeval. Educação: do senso comum à consciência filosófica. 13. ed. Campinas: Autores Associados, 2000.

SAVIANI, Dermeval. Pedagogia histórico-crítica: primeiras aproximações. Campinas: Autores Associados, 1991.

SAVIANI, Nereide. Saber escolar, currículo e didática: problemas da unidade conteúdo/método no processo pedagógico. 4. ed. Campinas: Autores Associados, 2003.

VYGOTSKI, Lev Semenovich; LURIA, Alexander Romanovich. El instrumento y el signo en el desarrollo del niño. Tradução: Pablo del Río. San Sebastián de los Reyes: Fundación Infancia y Aprendizaje, 2007.




DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1984-7939.2018v3n2p27

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2019 Educação em Análise

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Educação em Análise
Issn: 2448-0320
E-mail: educanalise@uel.br

 

Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional