A coordenação entre produtores e processadores piscícola no norte do Paraná

Jheine Oliveira Bessa Franco, Carolina Andrea Gómez Winkler Sudré, Sandra Mara Schiavi Bánkuti, José Paulo de Souza

Resumo


A piscicultura é considerada atividade estratégica para a segurança alimentar sustentável e para o desenvolvimento social de países em desenvolvimento. Assim, o estado do Paraná vem se destacando na produção de peixes deste tipo de cultivo. Contudo, existem entraves para a organização e desenvolvimento desta atividade que podem ser amenizados com uma coordenação eficiente das atividades dos envolvidos nesta SAG. Assim, com a utilização da Teoria da Economia dos Custos de Transação, o presente estudo objetivou compreender as formas de coordenação entre produtores e processadores do SAG piscícola no Norte do Paraná, buscando verificar os atributos transacionados neste sistema, a identificação das estruturas de governança, bem como a existência do alinhamento entre as características das transações e o tipo de estruturas de governança adotado. Para isso, utilizou-se pesquisa qualitativa de cunho descritivo, com o auxílio de pesquisa bibliográfica e pesquisa de campo. A coleta de dados foi realizada por meio de entrevista semi estruturada com representante da EMATER/Pr. Conclui-se, tendo em vista a existência de especificidade de ativos físicos, incerteza de clima e preço e atitudes oportunistas na relação, a estrutura de governança encontrada (mercado) não é uma coordenação adequada.



Palavras-chave


Piscicultura. Coordenação. Economia dos Custos de Transação.

Texto completo:

pdf


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2317-627X.2018v6n2p27

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Economia e Região
E-ISSN: 2317-627X
DOI: 10.5433/2317-627X

Contato: 55-43-3371-4255
E-mail: rer@uel.br