A Rotatividade em Supermercados na Perspectiva dos Funcionários

Sayonara de Fátima Teston, Camila Andressa Krombauer, Carla Fabiana Cazella, Karine Schwaab Brustolin, Daiane Pavan

Resumo


O setor supermercadista demonstra importância para a economia e para o desenvolvimento de diversas regiões brasileiras. Neste contexto, o trabalho tem como objetivo analisar as principais causas da rotatividade em uma rede de supermercados localizado da região Oeste de Santa Catarina no ponto de vista dos funcionários. Os instrumentos para coleta de dados foram primeiramente uma pesquisa documental com as entrevistas de desligamento, seguida por um grupo focal e uma entrevista semi estruturada. A pesquisa documental guiou a elaboração do roteiro para o grupo focal, realizado com funcionários da empresa, bem como, o roteiro da entrevista semi estruturada que foi realizada com a gerente de Recursos Humanos da rede. Para análise dos dados, realizou-se triangulação a partir de categorias pré-estabelecidas com base na literatura pesquisada e extraídas do campo. Para auxiliar na análise da categorias utilizou-se um software estatístico. Concluiu-se que os motivos principais que contribuem para a rotatividade nesta rede de Supermercados são os aspectos relacionados ao bem-estar no trabalho, justiça e equidade, liderança e relacionamento com colegas de trabalho. A partir das conclusões realizaram-se sugestões de melhoria que são apresentadas no decorrer deste artigo.

 


Palavras-chave


Rotatividade; Gestão de Pessoas; Sociedade pós-moderna; Bem-estar.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2317-627X.2016v4n2p109

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Economia e Região
E-ISSN: 2317-627X
DOI: 10.5433/2317-627X

Contato: 55-43-3371-4255
E-mail: rer@uel.br