As políticas comerciais do Brasil entre 1994 e 2014 e seus efeitos sobre a produtividade da indústria automobilística

Stefan Hubertus Dörner, Mirian Beatriz Schneider Braun

Resumo


O objetivo do presente artigo é analisar aspectos protecionistas adotados pela política comercial brasileira entre 1994 e a atualidade e possíveis impactos sobre a produtividade da indústria nacional e bem-estar coletivo. Para limitar o escopo deste trabalho, escolheu-se a indústria automobilística pela destacada importância econômica e pela contribuição significativa para o desenvolvimento do país. Seguem exposições sobre as principais medidas protecionistas existentes no mundo, aspectos da produtividade em geral e um breve resumo sobre a indústria automobilística no Brasil. Em seguida, são analisadas as principais medidas protecionistas adotadas pelo Brasil, em especial, a política cambial, tarifária e não tarifária e seus possíveis impactos sobre a produtividade da indústria automobilística e o bem-estar no país.


Palavras-chave


Economia Brasileira; Economia Industrial

Texto completo:

pdf


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2317-627X.2015v3n1p141

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Economia e Região
E-ISSN: 2317-627X
DOI: 10.5433/2317-627X

Contato: 55-43-3371-4255
E-mail: rer@uel.br