Determinantes do Investimento Agregado no Brasil no período 1995-2013

Renato José Silva, Rossana Lott Rodrigues, Carlos Roberto Ferreira

Resumo


O objetivo deste estudo é  identificar os determinantes do investimento agregado (FBKF) do Brasil, no período 1995-2013. Inicialmente é realizado um panorama da evolução recente do investimento privado no país e sua importância para o desenvolvimento econômico. O artigo apresenta as principais teorias sobre o investimento, bem como um breve survey empírico dos principais estudos já desenvolvidos sobre o tema. A partir dos resultados empíricos e das teorias Keynesianas e neoclássicas do investimento, formulou-se o modelo econométrico Autorregressivo com Defasagens Distribuídas (ARDL). Os resultados demonstraram que o PIB, a carga tributária, a taxa de juros, operações de crédito e os investimentos passados determinaram o investimento agregado no Brasil no período em estudo, obtendo sinais dos coeficientes estimados condizentes com a teoria econômica. Os resultados indicam que diminuir a carga tributária brasileira, sem obter déficits primários e com melhor alocação de recursos, em conjunto com a redução da taxa de juros que não gere pressão inflacionária, e compromisso com políticas e programas de desenvolvimento econômico permanente são caminhos para fomentar o investimento brasileiro.


Palavras-chave


: Investimento; Brasil; PIB; Taxa de Juros; Carga Tributária

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2317-627X.2015v3n1p39

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Economia e Região
E-ISSN: 2317-627X
DOI: 10.5433/2317-627X

Contato: 55-43-3371-4255
E-mail: rer@uel.br