Contribuição do PRONAF para o crescimento das economias locais: Uma análise para o Brasil e Regiões

Maria José Sartor, Marcia Regina Gabardo da Camara, Sidnei Pereira do Nascimento, Eder Takeo Sato

Resumo


O  objetivo do artigo é verificar se o PRONAF nos governos FHC e Lula promoveu  o crescimento da produção agrícola. A hipótese do estudo é que a política é mais importante no governo  Lula, logo  busca-se verificar se há aumentos reais nos valores médios por contrato distribuídos no Governo Lula, em comparação com o Governo FHC. Também se analisa o comportamento do PIB agropecuário nas regiões selecionadas, procurando identificar: a) possíveis efeitos do programa sobre e sobre a economia local e b) as políticas adotadas pelos governos para as diferentes regiões do país. Os procedimento metodológicos adotados, via  análise econométrica, permitem verificar que durante o Governo Lula, o PRONAF tem maior influência sobre o PIB Agropecuário, entretanto, o PIB Agropecuário teve maior crescimento durante o Governo FHC. Verifica-se que, de forma geral, o PRONAF tem se comportado mais como uma política de distribuição de renda, do que propriamente de fortalecimento da agricultura, não gerando impactos diretos no PIB Agropecuário.

 


Palavras-chave


Agricultura Familiar, PRONAF, Distribuição de Renda, Políticas públicas

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/2317-627X.2014v2n1p7

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Economia e Região
E-ISSN: 2317-627X
DOI: 10.5433/2317-627X

Contato: 55-43-3371-4255
E-mail: rer@uel.br