Os fetiches mágicos da prosperidade

José de Arimathéia Cordeiro Custódio

Resumo


Este estudo volta sua atenção para um conjunto sistematizado de signos arbitrados – um código – bastante específicos: os objetos de cena de programas de TV da Igreja Universal do Reino de Deus, tipicamente neopentecostal. São objetos aqui divididos em duas categorias – sagrados e profanos – e analisados conforme o sentido gerado. No primeiro caso, para revestir os programas com uma aura de sacralidade e espiritualidade, e até poderes mágicos. Os signos profanos simbolizam a prosperidade de quem aderiu à igreja. Foram observados nove programas transmitidos na madrugada, em canais diferentes, além de consultados sites da IURD, para informações complementares.

 

 


Palavras-chave


Análise Televisiva. Neopentecostalismo. Igreja Universal do Reino de Deus.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.5433/1984-7939.2010v6n8p35



Discursos Fotogr.

Londrina - PR

DOI: 10.5433/1984-7939

EISSN: 1984-7939

Email: revistadiscursos@uel.br




 
Esta obra está licenciada com uma licença Creative Commons Atribuição-Não comercial 4.0 Internacional.